RESGATADOS PARA UMA VIDA NOVA

ESTUDO DAS CÉLULAS | Nº 07 –  18 FEVEREIRO 2018

  Imagem relacionada

RESGATADOS PARA UMA VIDA NOVA

1 Pedro 1:13-21

 

A 1º epístola de Pedro foi escrita em torno do ano 60 d.C. com o propósito de exortar os cristãos da Ásia Menor a permanecerem firmes diante das adversidades pelas quais estavam passando, tais como perseguições localizadas e rejeição da família por haverem se tornados, discípulos de Jesus. Pedro os anima para que continuem a viver uma vida santa porque foram resgatados pelo “precioso sangue de Cristo”! Não importa quais as aflições que estamos passando no momento, nosso Deus poderoso também nos resgatou para uma vida nova e nos conduz como vencedores diante desse mundo hostil.  Vejamos o que o resgate de Cristo nos proporciona:

 

  1. Resgatados para um novo modo de pensar. (vs. 13,14).

O resgate de Cristo gera um novo modo de ver a vida. “Cingindo o vosso entendimento” refere-se a mantermos nossa mente, vontade e pensamentos focados em Cristo para que as aflições e as coisas desse mundo não venham atrapalhar nossa peregrinação. É inegável que a hostilidade desse mundo e os ataques de Satanás (nossa mente é um campo de batalha) pretendem tirar nosso foco de Cristo. Ele nos resgatou e santificou nossa mente para pensarmos como Cristo e viver como Ele viveu.

  1. a) Como podemos ter a mente de Cristo? (ver Filipenses 4:8 e Romanos 12:2).
  2. b) Como você compreende Jó 3:25 “Aquilo que eu temia me sobreveio; e o que me receava me aconteceu.” O modo como pensamos determina quem nós somos!

 

  1. Resgatados para um novo modo de viver. (vs. 15, 16, 17).

Cristo nos resgatou para uma vida santa, conforme a citação de Levítico, feita por Pedro: “Sede santos porque eu sou santo.” A santificação é um processo que dura toda a vida. Ser santo é parecer com Jesus no trato, no amor, na misericórdia, e no evitar a prática do pecado. Embora, percebemos uma luta interna o poder do Espírito Santo nos leva a aborrecer o pecado e a vivermos como Cristo viveu!

O que é o pecado? Quais os sinais desse novo modo de viver?

 

  1. Resgatados para a esperança. (vs. 18,21).

Em Cristo temos esperança de que as tribulações dessa vida são momentâneas e, como peregrinos, temos uma pátria celestial que nos aguarda.  Ele nos resgatou: 1) Da culpa do pecado. Somos livres para viver a vida sem peso na consciência. (Isais 53:5); 2) Do poder do diabo e do poder da morte (Hebreus 2:14,15), ou seja, todos os maiores inimigos do homem foram vencidos na cruz, então nos resta fortalecermos diante das adversidades e descansar esperançosamente naquele que foi capaz de nos fazer vencedores!

  1. a) Há algum tipo de culpa ou acusação em sua consciência? (Mente santificada!);
  2. b) Deus destruiu as obras do diabo para que você vivesse em paz. Você tem descansado em Deus?
  3. c) Antes da fundação do mundo Deus em Cristo já havia escolhido você para uma grande obra. Como você se sente em saber disso?

 

CONCLUSÃO

Somos peregrinos numa terra com lutas e adversidades, porém caminhamos vitoriosamente porque Cristo nos resgatou para uma vida nova. Ele é o fundamento da nossa vida, e nessa jornada temos que levar conosco muitas vidas em direção a Canaã celestial, com cada um de nós ganhando uma pessoa para Jesus no ano de 2018, e posteriormente alcançarmos 5% da cidade. Pense como Cristo, você viverá como Ele e ganhará vidas como Ele! Reconheça seu valor Nele!

 

Anúncios

Liderança com integridade

Resultado de imagem para integridade

O Ingrediente Mais importante da Liderança – Integridade

II Tm.2.19 a 21

19 Entretanto, o firme fundamento de Deus permanece, tendo este selo: O Senhor conhece os que lhe pertencem. E mais: Aparte-se da injustiça todo aquele que professa o nome do Senhor. 20  Ora, numa grande casa não há somente utensílios de ouro e de prata; há também de madeira e de barro. Alguns, para honra; outros, porém, para desonra. 21  Assim, pois, se alguém a si mesmo se purificar destes erros, será utensílio para honra, santificado e útil ao seu possuidor, estando preparado para toda boa obra.

Somente serão úteis para Deus aqueles que são aprovados por Deus, instrumento que se fizeram úteis, pois se santificaram.

Que tipo de pessoa poderá ser usada por Deus?

Aqueles que amam a Deus, certamente serão usados para Deus;

Aqueles que têm revelação de Deus, conhecem o caráter e natureza de Deus na Sua Palavra;

Aqueles cujo ego é tratado, pessoas que já tiveram experiência de renunciar o “eu” pela vontade do Senhor,

Aqueles que são cheios do Espírito Santo, sem a unção de Deus não poderemos servir na casa de Deus. Por mais inteligente, técnico e útil que sejam.

Desta base acima dependerá e será condição indiscutível para nos tornarmos úteis na obra de Deus.

O que falamos refletem o que nós pensamos, nosso caráter reflete quem nós somos.

Fazendo uma definição apropriada sobre caráter e temperamento.

Não importa que tipo de temperamento nós temos, precisamos ter caráter, este se tornará um bom líder.

Caráter e Unção

Os dois devem caminhar juntos. Não adianta ter caráter sem unção , nos faltará forças para fluir em Deus.

Sem Unção não poderemos ministrar, mas tendo a unção sem o caráter nos tornaremos limitados.

Caráter sozinho não faz um líder, mas um líder sem caráter ficará a beira do caminho.

Quando falamos de Caráter estamos falando de algo mais refinado para ser útil para Deus:

Quando falamos de Caráter estamos falando de algo mais refinado para ser útil para Deus:

  1. Autenticidade – ser por fora exatamente o que você é por dentro.

Pessoas que não são autenticas, são imprevisíveis.

Este é o maior problema que alguns pais enfrentam no cuidado dos filhos.

Quem é autentico, é sólido, confiável.

O exemplo de Moisés que quando viu o pecado do povo, quebrou as tabuas da Lei, Jesus e as mesas dos cambistas.

  1. Exatidão – as vezes temos problemas com lideres que são inexatos e têm uma atitude relapsa e improvisada.
  2. Seriedade – Não estamos falando de aparência. Mas estamos falando de compromisso, exatidão, cuidado, dedicação e responsabilidade.
  1. Diligencia – se você quer saber o que é diligente, ele é o contrario do negligente. Trabalha constantemente e com zelo.

5. Forte

Persevera sem negociar os princípios da Palavra de Deus. Sabe o valor das coisas e o valor das pessoas.

  1. Profundo

Contrario do superficial. Aqueles que são superficiais são aqueles que não se enxergam e são extremamente naturais. Fazem analise da obra de Deus de uma maneira superficial.

Ninguém vai querer seguir um líder raso.

  1. Paciência

É um desejo de fazer algo para Deus, mas constantemente. Fazer algo sem estardalhaço e confusão.

  1. Concentração

Pessoa que é singela de coração, sabe ser simples de coração para buscar e enfatizar uma coisa de cada vez. Por isso tem foco.

Quem se concentra são aqueles que realizam.

  1. Intensidade – Não é ritual, ou aparência.

Podemos ver presbiterianos, tradicionais intensos. O mesmo poderá acontecer com um pentecostal frio.

“ o segredo de atrairmos as pessoas é por que pegamos fogo e os outros vêem para nos verem pegando fogo… ”

Mas todos Sabem quando alguém esta pegando fogo!

Se nosso caráter de liderança não tem paixão, demonstraremos um caráter defeituoso.

  1. Responsabilidade

Assume o compromisso e sustenta até o fim, com o ônus de sofrer o dano.

Atitudes de um bom discípulo / discipulador

Resultado de imagem para bom discipulo

Mc 3:13 a 15  – vs. 13 – Jesus subiu a um monte e chamou a si aqueles que ele quis, os quais vieram para junto dele. 14 – Escolheu doze, designando-os como apóstolos, para que estivessem com ele, os enviasse a pregar 15 – e tivessem autoridade para expulsar demônios.

Existem três tipos de discípulos: os passivos, os pródigos e os produtivos

a- Os discípulos passivos

 

Importante – para refletirmos
A passividade pode estar na pessoa ou pode ser gerada mediante o relacionamento entre o discípulo e discipulador. Algumas pessoas possuem um estigma, uma espécie de limitação, se isso não for tratado ela sempre viverá em função do seu passado ou apoiada em experiências pessoais mal resolvidas.

  • Entram e saem do relacionamento livremente.
  • Quando uma correção é aplicada ( saiba que existem maneiras e maneiras) eles procuram outro discipulador que ainda não descobriu suas falhas.
  • Eles se distanciam quando seus discipuladores são atacados, difamados ou passam por dificuldades.
  • Eles não querem se envolver ou se comprometerem com algo

b- Os discípulos pródigos

  • Buscam a credibilidade da posição e não a correção.
  • Usarão o nome e a influência do discipulador para manipular outros em algum relacionamento.
  • Eles querem o que o discipulador conseguiu e não o que ele aprendeu.
  • Eles desejam a reputação e reconhecimento sem preparação e sem preço.

c- O discípulo produtivo

  • É aquele que possui um coração de servo.
  • Ele vê o discipulador como um presente de Deus.
  • Ele procura não tomar decisões importantes sem ouvir o discipulador.
  • Como verdadeiro discípulo,  honra o seu discipulador.

1. O bom discípulo reconhece a ligação que há entre ele e o seu discipulador.

  • O discipulado só se desenvolve quando: pelo relacionamento amoroso, pelo exemplo do discipulador em depender de Deus, no tratar bem as pessoas, em ser educado, cristocêntrico, impactando a vida do discípulo, não pela opressão ou “medo”, mas em respeito e exemplo, o discipulado transmitirá esta influencia que vem da parte de Deus, fazendo com  que o discípulo veja a bênção que esta pessoa (discipulador) produz na vida dela. Há uma grande diferença entre submissão e subserviência e  discernindo isto, a ligação será sobrenatural.
  • A pressão e o autoritarismo gerará um falso “respeito” que estará ligado ao cargo, ao título, a posição ou meramente, mas o reconhecimento é a percepção da unção e da autoridade sobre a vida do líder que Deus colocou sobre ele.

Agora, vos rogamos, irmãos, que acateis com apreço os que trabalham entre vós e os que vos presidem no Senhor e vos admoestam; e que os tenhais com amor em máxima consideração, por causa do trabalho que realizam. Vivei em paz uns com os outros. I Ts. 5.12-13

2. O bom discípulo se esforça para estar com o discipulador – Rute. 1.16

  • Precisamos lembrar que Rute era nora de Noemi, e, portanto, sua discípula. É notável a atitude de Rute de estar com Noemi a qualquer custo.
  • Disse, porém, Rute: Não me instes para que te deixe e me obrigue a não seguir-te; porque, aonde quer que fores, irei eu e, onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus. Rt. 1.16

 

3. O bom discípulo se esforça para seguir a direção do discipulador

  • Dt.17.12-13
  • Nos dias da lei a pessoa que se recusava a ouvir o sacerdote e o ensino da Palavra deveria ser eliminada.
  • Hoje não eliminamos tais pessoas mas trabalhamos para que sejam integradas na visão da liderança da Igreja local.
  • Aquele que não tem um coração de discípulo e não se esforça para seguir a orientação do discipulador  terá dificuldade também quando estiver discipulando.

Importante – para refletirmos
Todas estas atitudes devem ser construídas sob as bases da confiança e da confidência, estas atitudes refletem um coração quebrantado, cheio de Deus, transbordante do Espírito Santo – a grande questão é: muitos em nossos dias, usam destes princípios bíblicos e sorrateiramente tentam dominar sobre as pessoas. Um líder/discipulador que inspira, porque se esforça em viver o que prega, terá menos problemas em relação às atitudes destes discípulos. Quando há um fracasso em relação a liderança o responsável sempre será o líder e esta responsabilidades se estenderá até as últimas instâncias da liderança. Não vai adiantar aplicar tais princípios num contexto de injustiça e maus exemplos, isso acarretará mais confusão e destruição. A ponta mais forte neste jogo de cordas sempre será a do líder, do discipulador etc…

4. O bom discípulo não é obscuro, revela os segredos do coração ao discipulador.

Importante – para refletirmos
Este nível de discipulado acontecerá quando (mesmo o discípulo tenha errado algumas vezes), tiver construído um relacionamento intimo, equilibrado, respeitador com este discipulador. Se o discipulador manipular esta informação e de alguma maneira demonstrar indiferença, tratando de qualquer maneira o assunto, esta transparência jamais acontecerá. Outro fator importante é maneira como este discípulo será corrigido. A discipuladores que expõem seus “discípulos” publicamente, as vezes, quando se trata de um discipulado em um nível pastoral, nas reuniões, este discipulador, como um “ditador”, bate a mão na mesa, esbraveja e fala palavras de cunho chulo. Muitos querem aplicar técnicas para gerar uma “pressão” – digo a vocês, tudo isso é ridículo e triste. A beleza do discipulado está de fato, ter em honra aquele que está ensinando, se os métodos deste professor estiverem descontextualizados os resultados serão devastadores.

Continua…

PASTOREANDO COM O CORAÇÃO E COM A RAZÃO

Resultado de imagem para pastorear

Definição de pastor: Guardião  ou mentor espiritual

Definição de pastorear: Guiar ao pasto, guardar no pasto.

Duas funções básicas do pastor: Providenciar  proteção e alimento.  Salmo 23

Pastorear é um dever de todo cristão que ama Jesus

Além de ser uma forma prática de provar que ama a Deus.

Ex:  de Pedro. João 21:14-17

Uma das razões por que a célula existe é para que  cada pessoa seja cuidada e pastoreada.   Este é o nosso desafio!

I – A diferença entre um verdadeiro pastor e o mercenário

O Pastor > Visa o bem da ovelha

Mercenário > Visa o beneficio e recompensa pessoal – promoção ministerial.

II – O Líder de Célula  é o pastor principal na nossa igreja

> Líder!  Nunca se veja como sendo um simples professor

de escola Bíblica que apenas tem a responsabilidade de ensinar uma lição a um grupo pequeno cada domingo e nada mais.

> Ser um líder de células é uma responsabilidade e um privilégio muito mais glorioso do que ser um professor de escola Bíblica.

> também não é só um “líderzinho” de células como o diabo quer que você pense, você é um pastor ou pastora !! O pastor (a) das células.

Você desempenhará muitas funções pastorais tais como: Discipulado,  aconselhamento, orar pelos enfermos, culto fúnebre, visitas, ajuda social e etc

>  Como líder de célula  você é a primeira pessoa responsável  diante de Deus e da sua liderança para providenciar cuidados pastorais para os membros da sua célula.

> Logo  após ficar definido que uma pessoa deve pertencer a sua célula, começa sua responsabilidade pastoral para com aquela pessoa.

> E lembre-se quem é fiel no pouco sobre o muito vai ser colocado.

Cuide dos membros da célula com o coração de um bom pastor.

> Quando um líder de célula não cuida bem da suas ovelhas, uma mentalidade negativa vai sendo passada para os liderados e para as outras pessoas sobre o seu ministério ou sua Célula.

> Pessoas começam a falar mal do seu ministério ou da sua Célula por que elas não foram bem alimentadas, ajudadas,  corrigidas,  amadas, confrontadas,  pastoreadas,  discipuladas,  etc.

Mas o contrário também é verdade quando o líder é um bom pastor essa boa fama começa espalhar.

III –Precisamos desenvolver a percepção pastoral.

Notar, perceber a ausência da sua ovelha – O  pastor da parábola das cem ovelhas tinha essa percepção.

Na primeira ausência  dessa pessoa na célula ou na igreja  você já deve entrar em ação e acionar o discipulador para verificar a razão da ausência.

Deixar que a pessoa  passe um mês ausente sem saber a verdadeira causa para finalmente  procurá-la é o cúmulo da negligencia pastoral.

IV – O que fazer quando uma ovelha  esta se afastando do aprisco –


Passos no processo de ajuda e cuidado pastoral.

Primeiro:  Atenção concentrada – É hora de deixar todas e concentrar na desgarrada. É hora de deixar as 99

Normalmente elas dão desculpas “esfarrapadas” e falsas, mas na maioria das vezes a causa é o pecado ou um ressentimento com alguém da igreja.

As pessoas não são descartáveis, seja fiel com as ovelhas que Deus te deu.

Segundo: Jejum  e oração – Duas coisas fundamentais.  A verdade dita em amor e intercessão.

Terceiro: Buscar reforço no nível mais alto – A estrutura de Jetro (modelo) – não fique sozinho, busque ajuda na estrutura de liderança, supervisor, pastor etc

Quarto: contato esporádico

Quinto: Deixar a porta sempre aberta

Sexto : Ter uma atitude de fé que ela vai voltar e confessar isso sempre.

V – O diabo trabalha nos dois lados;  na mente da ovelha e na mente do pastor

    O diabo não quer que as pessoas voltem, então ele coloca aversão, ressentimento ou sofismas no coração delas.

VI – Nunca é fácil cuidar de pessoas

          As difíceis sempre serão nosso maior desafio.

 

 

Aprimore a INFLUÊNCIA de sua LIDERANÇA

  • 2 Timóteo 2:15 Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.

Resultado de imagem para influência

Uma pessoa não se torna líder quando apenas ocupa uma função, não é a função que faz o líder. Uma pessoa só se torna líder de fato e de verdade quando começa a influenciar pessoas.

  • Se você não tem influência, nunca conseguira liderar os outros. JOHN MAXWELL
  • A igreja é o empreendimento humano que exige mais capacidade de liderar por que é uma organização de pessoas voluntárias. Nela os líderes contam apenas com sua influência”. BILL HIBELS
  • “A própria essência de todo o poder de influenciar está em fazer a outra pessoa participar”. HARRY OVERSTREET

I-O IMPACTO DA LIDERANÇA AUMENTA QUANDO AUMENTA A INFLUÊNCIA

O que liderança não é…

  • As pessoas têm muitas idéias sobre lideranças. Quando ouvem dizer que alguém tem um título de prestigio ou uma posição de liderança, supõem logo que é um líder. Mas títulos não valem muito quando o assunto é liderança. A verdadeira liderança não pode ser concedida, nomeada ou atribuída. Deriva somente da influência, e não pode ser delegada.

O EXEMPLO DE JOSUÉ

Nm. 13.1-33 / Nm. 14.1-38 / Nm. 27.12-23/Js. 1.1-18.

Estes textos falam da falta de influência de Josué enquanto ele era apenas líder de uma das tribos de Israel. Sua liderança estava restrita apenas aquela tribo de Efraim. Sua liderança e influência não foram suficientes para persuadir o povo a crer em Deus e entrar na terra prometida. Mas com o passar do tempo sua influência cresceu por uma série de fatores em sua vida, ao ponto de quase 40 anos mais tarde tornar-se o introdutor do mesmo povo naquela mesma terra. Não foi pela função que ele recebeu, mas pela confiança do povo.

 

“Não é a função que faz o líder, mas o líder que faz a   função”.

JOHN MAXWELL

II-INFLUENCIAR SIGNIFICA SER CAPAZ DE LEVAR PESSOAS CONSIGO NA MESMA JORNADA.

  • Para ser um líder, a pessoa precisa não só estar à frente, mas também fazer com que os outros a acompanhem deliberadamente, seguindo sua liderança.

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE LIDERANÇA E INFLUÊNCIA:

1-LIDERANÇA SIGNIFICA INFLUÊNCIA.

Josué ficou face a face com a verdadeira natureza da liderança quando não conseguiu influenciar as pessoas a fazer o que deveriam fazer.

Sua posição como líder de uma tribo não o ajudou a influenciar os outros. Anos mais tarde isso foi possível porque sua influência aumentou.

2-TODA LIDERANÇA ESTÁ LIMITADA A UMA ESFERA DE AÇÃO

Segundo Nm. 13.2 aqueles que foram selecionados para expiar a terra eram todos líderes, cada qual era líder de sua tribo. Todos eles tinham certo nível de influência. Mas ficou claro que suas influências não se aplicavam fora dos limites de suas tribos.

3-NOSSA INFLUÊNCIA PODE SER POSITIVA QUANTO NEGATIVA.

Se todos aqueles líderes tivessem dado um bom relatório ao povo, eles teriam obedecido a Deus e entrado na terra. Mas influência é uma espada de dois gumes. Os outros dez líderes de tribo, usaram sua influência para desviar o povo, e o resultado foi terrível não só para eles, mas também para seus seguidores.

4-OS BONS LÍDERES USAM SUA INFLUÊNCIA A FAVOR DE OUTROS.

Há líderes que lideram pelo desejo de ver seus planos pessoais serem realizados e assim usam as pessoas em benefício próprio. Josué e Calebe pensavam no benefício de todos; esta é a intenção dos grandes líderes. Os dez líderes usaram sua influência para fugir porque não queriam desconforto.

5-A INFLUÊNCIA TRÁS GRANDE RESPONSABILIDADE.

Talvez aqueles dez líderes não quisessem começar uma rebelião mas foi isso que acabaram causando pelo peso de sua influência. O povo quis depor Moisés e Arão da liderança e voltar ao Egito. Como resultado os dez líderes morreram de praga e o povo morreu no deserto.

O vacilo de um líder pode ser fatal para ele e para seus seguidores.

Podemos considerar que:

Muitas pessoas que experimentam um fracasso na liderança desistem, e nunca mais tentam novamente. Mas para o bem dos filhos de Israel, Josué não foi este tipo de líder. Ele queria se tornar um líder cada vez melhor; foi por isso que mais tarde ele recebeu uma nova chance. Ele procurou o seu mentor e recebeu a sua influência, aumentando assim a sua capacidade de influenciar.

 

CHAMADOS À LIBERDADE

ESTUDO DAS CÉLULAS | Nº 06 –  11 FEVEREIRO 2018

Resultado de imagem para liberdade

CHAMADOS À LIBERDADE

Gálatas 5:13-26

 

INTRODUÇÃO: O que é liberdade? Para muitas pessoas ser livre é fazer o que quiserem, porém para a Bíblia, ser livre é viver segundo a vontade de Deus. A Igreja de Gálatas passava por um momento de conflitos com os legalistas, estes ensinavam que a liberdade e a salvação só seriam possíveis pela prática das leis religiosas judaicas. Para compreendermos qual é o chamado à liberdade, vamos analisar as verdades que seguem:

 

1.SERVOS UNS DOS OUTROS (v.13).

Antes da nossa conversão éramos escravos do pecado e sem liberdade alguma, embora acreditássemos que a tivéssemos! Após a conversão nos tornamos escravos de Cristo, agora de fato livres, podemos servir uns aos outros. Antes do nosso resgate, nosso desejo era que as pessoas estivessem ao nosso dispor. Com a conversão, nós é que ficamos à disposição delas.

  1. a) Quais atitudes podemos tomar que possa ferir o coração das pessoas?
  2. b) Como podemos resolver conflitos na igreja, na célula e em nossa família?

 

  1. O AMOR LIBERTA E AS REGRAS APRISIONAM.

Ninguém consegue cumprir os Dez Mandamentos todos os dias. Se quisermos seguir regras religiosas ficaremos frustrados, pois perceberemos que somos incapazes de fazê-lo! Em Cristo, o amor é o fundamento para que os Dez Mandamentos possam ser cumpridos por nós, ou seja, por amar a Deus e ao próximo, não cobiçarei nada dele, não matarei ninguém, não falarei mal de nenhuma pessoa!

Comente: “No Reino de Deus não somos concorrentes, mas aliados num único objetivo que é ganhar vidas para a família de Cristo.”

 

  1. CHAMADOS PARA VENCERMOS A CARNE (v.16).
  2. a) A recomendação de Paulo é: quer vencer as situações difíceis? Viva no Espírito e não na carne. Viver no Espírito é ser guiado por ele, por meio da disciplina, da oração e leitura da Palavra, somente por esse caminho conseguiremos discernir a vontade do Espírito para nós. Se não oro e não conheço a Palavra como posso decidir corretamente?

Mesmo já sendo cristão alguma vez decidiu errado por não consultar a Palavra de Deus?

 

  1. OBRAS DA CARNE X FRUTO DO ESPÍRITO. (5:19-21). Mesmo sendo cristãos, há uma luta entre carne e Espírito. É possível que encontremos algumas dificuldades para vencermos certos pecados e por isso recaímos nos mesmos erros. Isso acontece porque estamos alimentando nossa carne mais do que o espírito e temos deixado portas abertas! Escolha, uma ou mais, das obras da carne apresentadas nos versículos 19 a 21, que mais lhe incomoda. Comente também, uma ou mais, característica do fruto do Espírito que você considera mais relevantes.

 

CONCLUSÃO: Liberdade é viver segundo a vontade de Cristo!! Sujeitemo-nos voluntariamente à escravidão ao nos doarmos ao próximo em amor, ao superarmos a carne e ao manifestarmos o fruto do Espírito em nós!

Fonte: http://igrejacentral.com.br/estudos-de-celulas/