O PAPEL DO ANFITRIÃO

Bom dia,
Um assunto que acho relevante e percebo não tanta enfase na Visão Celular é o papel do anfitrião (ou lar hospedeiro). Sabemos que o sucesso de uma célula está vinculado a oração + atitudes do líder.

Resultado de imagem para bom anfitrião

O PAPEL DO ANFITRIÃO

Fm 1:17 NVI
Assim, se você me considera companheiro na fé, receba-o como se estivesse recebendo a mim.

O contexto do texto citado fala sobre o pedido de Paulo a Filemon para receber Onésimo, um escravo fugitivo que segundo as leis e práticas da época poderia ter sido até executado por causa desta atitude. Paulo, conhecendo o senso de humanidade de Filemon, apelou para que o mesmo fosse tratado com gentileza. Col. 4:9 indica que Onésimo, juntamente com Tíquico, fora portador das epístolas aos Efésios, aos Colossenses e a Filemom. As tradições fazem dele bispo de Beréia, onde se diz que ele sofreu o martírio. O primeiro fator, que produziu a escrita dessa epístola, se deu no momento em que Onésimo, sobrecarregado com os deveres de escravo, e não estando mais disposto a continuar sofrendo, resolveu furtar ao seu senhor (Fm 1:18) e obter a sua liberdade mediante a fuga para Éfeso (ou Roma, ou Cesaréia). Tendo-se convertido ao evangelho por meio de Paulo, e estando convencido de seu dever de fazer restauração, voltando a Filemom, precisava de uma carta de defesa para o seu senhor. Nos versículos 13 e 14 vemos o desejo de Paulo na libertação de Onésimo para que se tornasse ministro cristão, ajudando-o em seus labores, juntamente com outros homens dignos, cujos nomes decoram as epístolas de Paulo. Desse modo é que ele se tornaria realmente «útil» (ver o décimo primeiro versículo) ou «proveitoso», que é um trocadilho feito com o seu nome.

Seu nome significa útil (nome comum dado a escravos)
Gostaria de utilizar este texto para apenas fortalecer a importância do “receba-o”, Paulo sabia que Filemon teria todos os “pré-requisitos” para discernir o propósito de Deus na vida de Onésimo.

Então….

É de extrema importância que o líder no contexto das células instrua os anfitriões:

#Um anfitrião que não conhece o propósito da célula não saberá a importância de um ambiente limpo e organizado…

#Conhecendo os propósitos da célula ele receberá bem cada pessoa…

#Ele providenciará uma água, um cafezinho… (muitos vão para célula direto do trabalho)

#Caso ele tenha animal de estimação, tomará todo cuidado para que este animal fique num lugar onde não atrapalhe a célula…

#O anfitrião deve ser um cristão maduro – “anfitriões sem maturidade” estão mais propícios a desmarcar a célula em cima da hora, não saber lidar com as pessoas e principalmente com as crianças…

#Ele será envolvido, conectado com a vida da célula auxiliando o líder…

#Ele está envolvido com a Igreja e com sua liderança…

Ser um anfitrião é muito mais do que receber bem as pessoas de forma natural, é discernir espiritualmente o propósito do Reino de Deus na vida de cada uma delas, sendo instrumento direto das transformações geradas pelo Espírito Santo.

Vejam também – ANFITRIÃO DE CÉLULA BEM SUCEDIDO
Sejam edificados,
PrAndreTorresRibeiro

Anúncios

Depender do Espírito e transbordar Dele

ESTUDO DAS CÉLULAS | Nº 02 – 14 JANEIRO 2018

 Resultado de imagem para transbordar do Espírito Santo

 

 

Efésios 5:18-21

 

Ser cheio do Espírito Santo não é uma opção, é uma ordem. É um mandamento, não mera possibilidade. Muitos crentes têm o Espírito Santo, mas não estão cheios dele. Uma coisa é ser habitado pelo Espírito, outra é transbordar do Espírito. Uma coisa é ter o Espírito residente, outra é tê-lo presidente.

 

  1. A plenitude do Espírito tem um contraste profundo com a embriaguez. Efésios 5.18

O álcool induz a uma vida dissoluta. Mas o Espírito traz discernimento, sabedoria, graça e santidade. Se uma pessoa bêbada perde o controle de si mesma, o fruto do Espírito é domínio próprio. A maioria dos acidentes fatais no trânsito é provocada por pessoas sob o efeito do álcool. A plenitude do Espírito, ao contrário, traz discernimento, sabedoria, graça e santidade. Em situações de estresse você perde facilmente o controle e o domínio próprio? Em caso positivo, o que você costuma fazer para vencer isso?

  1. Ser cheio do Espírito Santo é um mandamento e não uma opção.

O apóstolo Paulo dá uma ordem expressa: “Enchei-vos…” É a expressa vontade de Deus que você seja cheio do Espírito Santo. Ele não apenas quer que você seja cheio do Espírito, mas ordena você a sê-lo. Paulo condenou a embriaguez e também a ausência da plenitude do Espírito Santo. O texto fala de dois imperativos. Um negativo e outro positivo. O negativo é não se embriagar; o positivo é encher-se do Espírito Santo.

O verbo usado pelo apóstolo Paulo está:

  • No presente contínuo – descreve uma ação contínua. A plenitude do Espírito não é uma experiência de uma vez para sempre, que nunca podemos perder, mas sim, um privilégio que deve ser continuamente renovado pela submissão à vontade de Deus.
  • No modo imperativo “Enchei-vos” não é uma proposta alternativa, uma opção, mas um mandamento de Deus.
  • Na forma plural a plenitude do Espírito Santo não é um privilégio elitista, mas sim uma possibilidade para todo o povo de Deus. A promessa do derramamento do Espírito rompeu as barreiras social, da idade e do sexo.

Na voz passiva “Deixai o Espírito encher-vos”. Ninguém pode encher-se a si mesmo do Espírito. Compartilhe: O que você entende por Enchei-vos do Espírito Santo. Você tem deixado ser cheio do Espírito Santo?

  1. Como saber se uma pessoa está cheia do ESPÍRITO SANTO?

Paulo fala de quatro evidencias da plenitude do Espírito:

  1. Alegria – vs. 19a – “falando entre vós com hinos e cânticos espirituais”

O crente cheio do Espírito não vive resmungando, reclamando da sorte, criando intrigas, cheio de amargura, inveja e ressentimento, mas sua comunicação é só de enlevo espiritual para a vida do irmão. Salmo 95:1 “Vinde, cantemos ao Senhor, com júbilo, celebremos o rochedo da nossa salvação”.

  1. Adoração vs. 19 – “Cantando e louvando ao Senhor no coração”. Um crente cheio do Espírito louva a Deus não apenas com os lábios, mas com o coração. Ele se deleita na adoração e no louvor. Ele tem prazer de cantar ao Senhor um novo cântico.
  2. Gratidão vs.20 – “Dando graças por tudo a Deus, o Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo.” Outra evidência da plenitude do Espírito é a gratidão. Um crente cheio do Espírito não é um murmurador. Sua boca é um manancial de gratidão, e não um poço de descontentamento.
  3. Submissão vs. 21 – “Sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo.” A submissão é o antônimo da prepotência. Um crente cheio do Espírito é conhecido pela sua humildade e submissão. Ele não tem necessidade de se impor sobre os outros; tem prazer em servir aos outros e submeter-se a eles. Ele não quer ser o maior; tem prazer em ser o menor. Ele não busca ser servido; tem prazer em servir.

Quais são as evidencias da plenitude do Espírito Santo em sua vida?

 

CONCLUSÃO

Ser cheio do Espírito Santo é fruto do relacionamento diário com Ele, a partir de uma vida de oração, de jejum e de leitura da Palavra, que nos fortalece a cada dia para vencermos todas as barreiras e realizarmos a obra de Deus com poder!

A igreja primitiva quando ficou cheia do Espírito Santo tornou-se uma força invencível! Que o Poder do Espírito Santo tome conta de cada um de nós no ano de 2018.

Ore pela Igreja Perseguida (www.portasabertas.org.br)

14/01 • ÁFRICA – Interceda para que os poucos cristãos fulanis sejam discipulados e fortalecidos na fé mesmo em meio à perseguição por parte da maioria muçulmana.

15/01 • SOMÁLIA (2º) – Se alguém é suspeito de ser cristão, corre o risco de ser executado. Ore por proteção para nossos irmãos somalis, que vivem nesse contexto tão hostil.

16/01 • GOLFO – Candidatos para começar o seminário bíblico em 2018 estão sendo entrevistados. Interceda para que os entrevistadores tenham discernimento para escolher os candidatos certos.

17/01 • IRÃ (8º) – Cristãos presos precisam de nossa intercessão, bem como aqueles que aguardam julgamento. Peça para que Deus preserve sua mente, emoções e espírito diante do trauma da prisão.

18/01 • IÊMEN (9º) – Ore para que as crianças e adolescentes de famílias cristãs tenham acesso à educação. Interceda especificamente por uma jovem que precisa de certificado e documentos para continuar os estudos.

19/01 • ARGÉLIA (36º) – Uma lei de 2006, que regula a liberdade religiosa, tem causado problemas à igreja, ore por sua abolição. Clame por proteção e força para os cristãos.

20/01 • MARROCOS – Recentemente, houve uma conferência de jovens com 13 participantes que foram muito encorajados. Ore por mais momentos como esse.