Escola de Discípulos Lição 3 – Conhecendo o Poder das Escrituras

Lição 3

A Bíblia é o livro dos livros, o registro da vontade de Deus para o ser humano. Ela é formada por um conjunto de 66 livros, escritos num período de 1600 anos, por cerca de 40 autores de diferentes épocas, culturas e posições sociais. Os primeiros livros da Bíblia foram escritos por Moisés, a cerca de 1500 anos antes de Cristo. O último livro a ser escrito foi o livro de Apocalipse cerca de 96 anos depois de Cristo.

A Bíblia foi escrita em Hebraico (antigo testamento), Grego (o novo testamento) e Aramaico (pequenas porções, a saber Esdras 4: 8-6: 18; 7: 12-26; Daniel 2: 4-7: 28 e Jeremias 10: 11).

DIVINAMENTE INSPIRADA

A Bíblia foi escrita por homens inspirados por Deus (II Pedro 1:21; Isaías 30:8), apesar dos homens que a escreveram, foi o Espírito de Deus que os guiou (II Timóteo 3:16; Jeremias 30:1,2), a maior prova disso é o fato de 40 autores, escreverem 66 livros, num período de 16 séculos, na maioria dos casos sem nem sequer conhecer uns aos outros ou os seus escritos, e ainda assim, ao reunirmos todos estes livros, notamos uma maravilhosa harmonia doutrinária, histórica e científica. Outra prova da autenticidade da Bíblia, é que ela continua transformando as vidas daqueles que se dedicam a aprender e praticar os seus ensinos (Romanos 1:16), e mesmo depois de dois mil anos de completado seu compêndio ela continua sendo o livro mais lido, mais vendido e mais traduzido no mundo inteiro.

O CÂNON DAS ESCRITURAS

Apesar de muitos servos de Deus terem escrito diversos livros, apenas os 66 livros da Bíblia são considerados como completamente inspirados por Deus. A essa coleção damos o nome de “Cânon”, uma palavra grega que significa “vara de medir” e tem o sentido de servir de norma, de regra. Assim a Bíblia, com os seus 66 livros, é a nossa única e suficiente regra de fé e prática.

O VELHO TESTAMENTO

Os livros do Velho Testamento foram reunidos e confirmados como de origem divina no ano 90 depois de Cristo. Eles podem ser didaticamente divididos em: 5 livros da lei, O Pentateuco: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio, 12 livros históricos: Josué, Juízes, Rute, I e II Samuel, I e II Reis, I e II Crônicas, Esdras, Neemias e Ester, 5 livros poéticos: Jó, Salmos, Provérbios, Eclesiastes e Cantares, e 17 livros proféticos: Isaías, Jeremias, Lamentações, Ezequiel, Daniel, Oséias, Joel, Amós, Obadias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias, geralmente os judeus dividem o Velho Testamento em lei ou Torá (Pentateuco), escritos (históricos e poéticos) e profetas (proféticos), (Lucas 24:44). Jesus aprovou a inspiração divina do Velho Testamento citando-o várias vezes, (Mateus 5:17; Mateus 7:12;                    Lucas 24:27,45); os apóstolos também (Atos 18:24;  Romanos 4:3;  Romanos  11:2;         Gálatas 4:30; Hebreus 1:1), o Velho  Testamento  além de relatar o princípio  de todas  as  coisas,  conta-nos  como  Deus  escolheu um  povo  (Israel) para ser uma  nação sacerdotal, de como Deus lhe deu a lei (Sua palavra), e de como pela lei nenhum homem conseguiu alcançar sua salvação. Apesar de apontar o estado lastimável do  homem, (Salmos 14:2,3) o Velho  Testamento  também traz a promessa de um salvador, (Isaías 9:6,7) que morreria pela humanidade (Isaías 53: 5) e cancelaria toda a maldição (Malaquias 4: 6; I Coríntios 10: 11).

O NOVO TESTAMENTO

O Novo Testamento tem 27 livros, classificados em 4 grupos, os 4 evangelhos: Mateus, Marcos, Lucas e João; 1 livro histórico: Atos dos Apóstolos; 21 epístolas: Romanos, I e II Coríntios, Gálatas, Efésios, Filipenses, Colossences, I e II Tessalonicenses, Hebreus, I e II Timóteo, Tito, Filemon, Tiago, I e II Pedro, I, II e III João e Judas; e 1 livro profético: Apocalipse. Todos estes livros foram escritos na geração apostólica e confirmados pelos chamados “pais da igreja”. O Novo Testamento revela-nos o cumprimento das promessas contidas no Velho Testamento através da vida de Jesus; além de trazer a narração do início da história da igreja, também relata-nos sua base doutrinária contida nas epístolas dos apóstolos.

OS LIVROS APÓCRIFOS

No ano de 1546, a igreja católica romana acrescentou à Bíblia 7 livros (Tobias, Baruque, Judite, I e II Macabeus, Sabedoria e Eclesiástico) considerados “apócrifos”, ou “não genuínos” e, portanto, sem autoridade divina. Estes livros ao contrário dos outros nunca foram autenticados pela comunidade judaica, e também nunca foram citados por Jesus ou pelos apóstolos. São livros comuns, que não têm o peso de Palavra de Deus, e que estão repletos de erros doutrinários e históricos. Exemplo: No livro de Tobias um anjo mente (Tobias 5:18); no livro de Judite diz que Nabucodonosor foi rei da Assíria e reinava em Nínive, (Judite 1:5); mas todos sabem que Nabucodonozor foi rei da Babilônia e reinava na cidade de Babilônia; no livro de II Macabeus o Espírito Santo pede desculpa por sua mediocridade; (II Macabeus 15: 38-40); etc…

O PODER DAS ESCRITURAS

A palavra de Deus é eterna (Mateus, 24:35), e foi nos dada para gerar fé em nossos corações, (João 1:1-3 e 14; Romanos 10:17); por isso ela tem que habitar em nós,       (Colossences 3:16); deve ser nossa meditação, (Salmos 119:97); temos que conhecê-la,        (Oséias 4:6); é indispensável para aquele que deseja servir a Deus, (II Timóteo 2:15) ou exercer liderança, (II Timóteo 3:16,17); devemos renovar nosso entendimento enchendo-nos com a palavra de Deus, (Romanos 12:2); ela é o leite espiritual do novo convertido, (I Pedro 2:1,2) ensinando-o a desfazer-se de tudo aquilo que impede o seu crescimento espiritual, (Efésios 4:31). Torna-se nosso pão cotidiano, quando já alcançamos maturidade espiritual, (Mateus 4: 4), e por fim comida sólida quando nos tornamos mestres pelo tempo, (Hebreus 5:12). A Bíblia é o manual do Fabricante, a bússola para navegarmos nas águas da vida, uma Espada para lutarmos nossas guerras.

Sugestões:

Entendemos que o meditar diário na palavra de Deus é fundamental na vida de um líder. Portanto estabeleça um tempo diário para ler e meditar na poderosa palavra de Deus. Determine também um lugar específico  para facilitar sua disciplina. Além disso programe a sua leitura bíblica.

Em nossa comunidade procuramos, por exemplo ler um capítulo de Provérbios por dia. No dia 10, por exemplo, lemos Provérbios capítulo 10. Procure você também entrar nesse programa de leitura. Além disso você pode programar-se  para ler a Bíblia em um ano. Estabelecendo uma porção diária de leitura devidamente orientada. Você poderá ler a Bíblia inteira durante um ano.

Leitura sugerida:

Histórias, milagres e profecias da Bíblia – Abraão de Almeida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s