Série – Discipulando o Cristão – PROMOVA!

v  O discipulador deve prover um panorama amplo quanto às metas da vida cristã; assim o discípulo não estará limitado para seguir adiante (Atos 19.1-7).

v  No caso de Timóteo, vemos que ele havia sido instruído inicialmente por sua avó e por sua mãe (II Timóteo 1.3-5; 3.14-15), e logo por outros líderes cristãos (Atos 16.1-4) e depois por Paulo (II Timóteo 3.10-14).

v  Em geral, quando o discípulo recebe um panorama amplo e claro quanto às metas e objetivos da vida cristã, ele responde bem aos ensinos.

v  No trabalho de levar alguém à maturidade moral de Cristo, o discipulador notará diferentes níveis de resistência que o discípulo oferecerá (I Coríntios 3.1-7).

v  Esta resistência é lógica, já que toda mudança pressupõe uma crise. Contudo, se estas resistências acontecerem pelo fato do discípulo não ter uma visão clara quanto ao objetivo de sua vida espiritual, o problema será então do discipulador e não do discípulo (Provérbios 11.14; Provérbios 15.22).

v  Deus nos tem revelado amplamente as metas que devemos alcançar como cristãos. O discipulador deve agir para com o discípulo no mesmo sentido, e ser amplo e claro quanto às metas da vida espiritual (Mateus 28.18-20; Atos 1.6-11).

 

próximo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s