MAIS FRUTOS QUE OS DEMAIS

Mais frutos que os demais
Pr Aluizio
1 Co. 10:15

Trabalhei muito mais do que todos eles. Partindo do principio que o alvo de Deus não é apenas que trabalhemos e sim que frutifiquemos. O trabalho de Paulo era abrir igrejas, formar discípulos. Paulo tinha algumas afirmações muito arrojadas. 1 Co. 11 e 12 – Eu oro em línguas mais do que todos.
O que “que” Paulo, ou que escolhas que ele fez, ou deixou de fazer que o levou a termais resultados em seu trabalho mais do que os outros?
Algumas coisas que não devemos pensar?
• Os sinais – Paulo fazia sinais e Pedro também, a sobra de Pedro curava, isso é mais poderoso do que o lenço!!!! Não é porque há sinais que o ministério será melhor
• Mais Santo – Paulo talvez fosse mais santo, mais afirmar isso é incoerência, Pedro, João, Tiago foram santos. Jesus diz que eles se assentarão em 12 tronos para julgar as tribos.
• Mais habilidoso –
1Co2 – Temor e tremor,
A pergunta que quero fazer é esta: Porque Paulo conseguiu produzir mais frutos que os demais apóstolos? O que ele fez que o diferenciou dos demais? Que escolhas que ele fez que os demais não fizeram?

Gostaria de propor algumas possibilidades à luz do NT

O que havia em distinção entre ele e os demais?
1ª possibilidade – Paulo conseguia equilibra a vida natural com a vida espiritual. At. 6:1-7 temos sempre o VS. 4 como padrão, tem sido essa mentalidade que é usada na igreja que aumenta a distancia entre a ovelha e o pastor. Usando esse conceito estamos nos colocando distantes das pessoas. Esse não é o modelo de Jesus, Jesus estava sempre rodeado por pessoas, é lógico que Jesus orava, leia a palavra e não impediu até de ele ir a uma festa de casamento.
1 Ts. 2:9 – Labor e mais do que trabalho, é trabalho duro. Fadiga/ Noite e dia labutando. Paulo fazia para pregar o evangelho. Ele fez isso e afirmou ainda que trabalho mais do que todos. Isso que nos diz que muitos irmãos possuem mais frutos do que muitos pastores. Paulo esta dizendo que ele havia trabalhado muito e havia feito muito mais do que os apostolo. Tempo disponível não é sinônimo de frutificação.

2ª possibilidade – Paulo se dispôs mais prontamente para abrir Igrejas, para ser enviado. Na lista dos 7 homens que iriam servir a mesa estavam Felipe e Estevão. At. 8:1
A maior ameaça do ministério de Jesus foi João batista. Ele havia sido levantado para preparar o caminho e ele continuou. Os Fariseus diziam que Jesus era comilão e em contraste com João Batista que se alimentava de gafanhotos, se vestia com pano de saco e as vezes preferimos João batista do que Jesus. Os apóstolos por mais que eram discípulos de Jesus eles eram fã de João Batista. A figura de João batista, aparentemente parece ser espiritual mais não é. O mover estava com diáconos neste tempo. Neste tempo havia perseguição, os diáconos estavam ensinado de casa em casa em Jerusalém e todos, exceto os apóstolos.
1º At. 1:8 – A vontade de Deus que depois do derramento do Espírito Santo eles deveriam ir para a Judéia, Samaria e até os confins da terra. Alguns historiadores dizem que havia mais de 100 mil membros em Jerusalém e a igreja foi espalhada e os apóstolos permaneceram porque aparentemente não exerciam influencia de perigo. Não deixe que um novo clericalismo entre em nossa igreja. Não perca seu coração de pastor, o cheiro de ovelha.
Todo mundo foi embora e ficaram somente os apóstolos. Uma igreja que no ultimo final de semana tinham 100.000 e na outra só restaram os apóstolos.
Uma igreja local que fica olhando para o seu próprio umbigo fica doente.
Não tem como fazer a obra de Deus sem perda, para ganharmos precisamos perder.
Semeadura dói

3ª possibilidade – Paulo rejeitou completamente todo ensino judaizante. Os apóstolos em Jerusalém eram conciliadores com o Judaísmo. Em At. 15 vemos que os irmãos em Jerusalém ainda ensinavam os novos a se circuncidarem. Não se diz que os apóstolos tenham resistido aquelas pessoas, mais se diz que Paulo contendeu com eles seriamente (At. 15:1-5).
VS. 1 provavelmente membros da igreja de Jerusalém, os apóstolos estavam na Judéia. Estavam querendo acrescentar algo mais no evangelho
VS. 2 contenda
• Strong’s Greek #4714
4714 στασις stasis
da raiz de 2476; TDNT – 7:568,1070; n f
1) posição, estação, estado
2) insurreição
3) briga, insurreição

Paulo esta dizendo que este ensinamento estava errado e tudo isso era anatema, era maldição. Talves os apostolos estavam disconrdando deste ensinamentos judaizantes porém estavam afirmando em seus corações “vamos deixar para gerar unidade”. Isso esta errado. Paulo estabeleceu o principio, se não sermos firmes não teremos os resultados de Paulo. Paulo defende o evangelho, o puro evangelho, o que salva é o evangelho e contender com ele se for necessário.

4ª possiblidade – Paulo compreendeu mais claramente, rapidamente a vontade de Deus. Isso significa que os gentios estão incluidos, os demais demoraram a entender isso, eles foram, mais foram depois que Paulo foi. At. 10 – Aqui está o pentecostes dos gentios.
Pedro foi o primeiro a pregar para os gentios, e Paulo diz que Pedro foi mesmo chamado para os Judeus. No entanto será que Pedro não deveria ter entendido que a visão do lençol era também chamado para ministrar aos Judeus? Gl. 2:8
At. 13:46 – Não precisou de um êxtase para pregar para os gentios, mais primeiro ele pregava para os judeus e depois para os gentios.

5ª possibilidade – Paulo tinha uma equipe de discípulos
O caso dos diáconos é emblemático. Quando houve a necessidade de levar os apóstolos para servir a mesa, os apóstolos mandaram que o povo escolhesse, mais Paulo quando precisava corrigir ou estabelecer algo nas igrejas, estava um dos seus discípulos. Paulo escolhia seus líderes. Pastor que não tem equipe de discípulos não tem nada. Quem não tem filhos não tem nada, filhos não criamos para nós mesmos.

6ª possibilidade – Paulo compreendeu mais claramente todas as implicações do evangelho.
Todos nós precisamos receber revelação, visão e aplicação. Ex. Mt. 16 e 17. Mateus 16:13-17 – Pedro teve a revelação de que Jesus era o Filho de Deus
Mt. 17:1-5 – Pedro teve a visão e ouviu o Pai falando que Jesus era o filho de Deus. Mas em Mt. 17:24 – Pedro falho em aplicar a Revelação
Cada crente é um ministro – estava é a VISÃO.
Não podemos rejeitar que Deus aceitou.

Cada casa é uma extensão da Igreja. A Visão é ante templista. A Igreja não é um prédio, somos nós. Terminologias afetam a Visão. At. 7 – Deus não habita mais em prédios feitos por mão humanos.

A Bíblia proíbe de fazer altar.

Terminologias.
Altar
Casa

Mt. 16:13
Pedro teve revelação

Mt 17:1, 5
Pedro teve visão e ouviu Deus falar

Mt. 17:24
Imposto da manutenção do TEMPLO, não era o imposto civil. Jesus pergunta de quem se cobra os imposto dos filhos ou dos estranhos. A REPOSTA CERTA DEVERIA SER esta do VS. 26. Mesmo Pedro tendo respondendo certo para Jesus em Mt. 16:13 ele não aplicou aqui. É o que acontece na maioria dos congressos que participamos, temos a revelação, Visão e até ouvimos e erramos na hora de aplicar. Temos que ser coerentes na aplicação. Se estamos recebendo a visão do discipulado na Visão do MDA temos que ser coerentes e aplicar

Gl. 2

7ª possibilidade – Paulo teve uma disposição voluntária para fazer um sacrifício adicional.
Não estou sugerindo que os servos de Deus devam ser solteiros, mas Paulo abriu mão disso. 1Co. 7:8 / 1Co. 9:5

Qual o nível de renuncia ou sacrifício para crescermos no Reino de Deus estamos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s