Sete princípios sobre lealdade

  1. Lealdade requer completa persuasão

Para se comprometer com algo você precisa estar convencido em seu coração de que aquilo é realmente de Deus.

Para ser leal a alguém você precisa estar seguro a respeito dele.

Uma questão que deve ser considerada são os rumores. Há um ditado que diz: “onde há fumaça há fogo”. Em outras palavras, há alguma verdade em todo rumor.

Mas será sempre verdade? Foi verdade a respeito de Jesus?

E ali passaram a acusá-lo, dizendo: Encontramos este homem pervertendo a nossa nação, vedando pagar tributo a César e afirmando ser ele o Cristo, o Rei. Lc. 23:2

Jesus foi acusado de perverter a nação e de impedir que se pagasse imposto ao imperador. Depois ele foi acusado de enganar o povo.

E havia grande murmuração a seu respeito entre as multidões. Uns diziam: Ele é bom. E outros: Não, antes, engana o povo. Jo. 7:12

A respeito de Paulo foram feitas muitas acusações. As pessoas diziam que ele era uma fonte de transgressão, uma peste, um perturbador da paz, um líder de seita e promotor de contendas. Eles até acusaram Paulo de tentar profanar o templo.

Porque, tendo nós verificado que este homem é uma peste e promove sedições entre os judeus esparsos por todo o mundo, sendo também o principal agitador da seita dos nazarenos, o qual também tentou profanar o templo… At. 24:5

Não era verdade nenhum dos rumores. Aqueles que queriam trabalhar com Paulo precisavam estar completamente persuadidos a respeito do caráter de Paulo. Ele era tudo isso que diziam? Era um líder de uma seita e fonte de maldade?

Se você está em um ministério você precisa ter claro em seu coração todos os fatos a respeito do ministério e de sua liderança. Sem essa persuasão não haverá lealdade.

Não permaneça em um ministério se você tem muitas questões não resolvidas em sua mente.

Sempre haverá rumores a respeito do seu pastor e do ministério onde você está.

No meio da crise você não poderá ficar neutro, por isso esteja completamente persuadido.

  1. Sua lealdade deve ser para com a mais alta autoridade

Em uma grande organização sempre haverá certo número de autoridades a quem você deve se submeter. Se a questão da lealdade surgir, sua lealdade deve ser para com a mais alta autoridade.

Em nossa igreja temos líderes de células, discipuladores, pastores de rede e pastor presidente.

Se o pastor de rede começar a dizer coisas diferentes da visão da Igreja sua lealdade deve ser para com a autoridade acima dele.

Se o pastor presidente começar a fazer coisas contrárias a Cristo, você não deve segui-lo. O Apóstolo Paulo disse:

Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo. I Cor. 11:1

Paulo estava dizendo: “sigam-me somente enquanto eu estiver seguindo a Cristo. Nossa lealdade é para com a mais alta autoridade que é Cristo.

Veja o caso daquele homem que viu Absalão preso numa árvore. Joabe disse que ele deveria matar a Absalão, mas aquele homem entendia que sua lealdade era antes de tudo ao rei Davi.

Joabe era autoridade, mas ele desobedeceu a Joabe para ser fiel a Davi (II Sm. 18:5-12).

  1. Uma pessoa leal não esconde informação

Uma pessoa leal é franca com o pastor a respeito de qualquer coisa que esteja acontecendo. Se uma pessoa sabe de algo e não avisa ela é desleal.

Existe entre nós uma atitude errada de que um discípulo de pastor de rede não pode procurar o pastor presidente para falar de problemas ministeriais.

Não falar é deslealdade e se o pastor de rede impedi-lo de falar aquele pastor torna-se desleal.

Paulo somente pôde corrigir os coríntios porque os irmãos o informaram das coisas que estavam acontecendo ali.

Pois a vosso respeito, meus irmãos, fui informado, pelos da casa de Cloe, de que há contendas entre vós. I Cor. 1:11

Geralmente, se ouve que há entre vós imoralidade… I Cor. 5:1

Falar com a liderança apropriada não é fofoca.

Uma estrutura boa e saudável funciona por intermédio de pessoas fiéis e leais que informam a liderança mais alta a respeito de coisas que estão fora de ordem.

Mordecai é um exemplo de alguém que não ocultou informação e Deus o honrou por isso.

Naqueles dias, estando Mordecai sentado à porta do rei, dois eunucos do rei, dos guardas da porta, Bigtã e Teres, sobremodo se indignaram e tramaram atentar contra o rei Assuero. Veio isso ao conhecimento de Mordecai, que o revelou à rainha Ester, e Ester o disse ao rei, em nome de Mordecai. Investigou-se o caso, e era fato; e ambos foram pendurados numa forca. Isso foi escrito no Livro das Crônicas, perante o rei. Et. 2:21-23

Certo dia o rei não podia dormir e começou a ler os arquivos. Ele descobriu que Mordecai havia salvo a sua vida e por isso mandou honrá-lo (Et. 6:1-11).

Quando você retém informação você passa a impressão de que está de acordo com o que está acontecendo. É o que chamamos de cumplicidade.

  1. A lealdade é baseada em princípios e não em emoções

Nossa lealdade e compromisso deve estar baseada em princípios, não em emoções.

A lealdade a Deus é quebrada quando a Palavra e seus princípios são ignorados e deixados de lado.

A lealdade verdadeira é para com Deus e para com a sua Palavra.

Jônatas é um exemplo de alguém que foi leal apesar de suas emoções.

Ele foi leal a Davi mesmo contra seu próprio pai. Ele percebeu que Saul estava agindo errado tentando matar a Davi que era inocente.

Embora fosse emocionalmente difícil ele decidiu ajudar a Davi porque essa era a coisa certa a se fazer.

Algumas pessoas simplesmente seguem a família. Eles presumem que ser leal é concordar mesmo quando o membro da família está errado. Mas Jônatas não agiu assim.

O SENHOR faça assim com Jônatas outro tanto; que se aprouver a meu pai fazer-te mal, também to farei saber, e te deixarei partir, e irás em paz; e o SENHOR seja contigo, assim como foi com meu pai.. I Sm. 20:13

Não baseie a sua lealdade em emoções, mas nos princípios eternos da Palavra de Deus.

Lembre-se que toda lealdade a homens deve estar condicionada à nossa lealdade a Cristo.

  1. A lealdade irá lhe custar relacionamentos e amizades

Tudo na vida tem um preço. A lealdade também tem um preço.

Ser leal a alguém significa que você não pode ser leal a todos. Minha lealdade a Cristo me levou a perder algumas de minhas antigas amizades.

Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus. Tg. 4:4

Não dá para ser leal ao mundo e a Cristo ao mesmo tempo.

Apenas responda para si mesmo: “o amigo do diabo pode ser também amigo de Deus?” E mais: “um amigo do diabo pode ser seu amigo?”

Nunca ignore seus relacionamentos. Não existe relacionamento neutro.

Jesus disse que a nossa lealdade a ele pode custar nossos relacionamentos familiares.

Se alguém vem a mim e não aborrece a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs e ainda a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. Lc. 14:26

Sua lealdade é revelada pelos amigos que você cultiva.

Algumas amizades simplesmente se desfarão se você for fiel a Cristo, à sua Igreja e ao seu pastor.

A lealdade de Jônatas a Davi lhe custou o relacionamento com o próprio pai.

Então, respondeu Jônatas a Saul, seu pai, e lhe disse: Por que há de ele morrer? Que fez ele? Então, Saul atirou-lhe com a lança para o ferir; com isso entendeu Jônatas que, de fato, seu pai já determinara matar a Davi. I Sm 20:32-33

  1. A lealdade pode lhe custar coisas físicas

Quando Moisés se tornou adulto ele teve de escolher entre ser leal a Deus e ser leal a Faraó. Sua lealdade a Deus lhe custou tudo.

Pela fé, Moisés, quando já homem feito, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, preferindo ser maltratado junto com o povo de Deus a usufruir prazeres transitórios do pecado; porquanto considerou o opróbrio de Cristo por maiores riquezas do que os tesouros do Egito, porque contemplava o galardão. Hb. 11:24-26

  1. A lealdade precisa ser consciente

Você precisa analisar muitas coisas de modo a definir ser leal ou permanecer leal a alguém.

Algumas questões podem ajudá-lo nessa análise:

  • O que os pastores estão pregando é segundo a Palavra de Deus ou é opinião humana?
  • Os pastores caminham em transparência?
  • Quando existe um erro na liderança a pessoa é sempre disciplinada ou há pessoas intocáveis?
  • O pastor está edificando para si mesmo e sua família ou a igreja possui uma ordem de sucessão clara?
  • Não dê ouvidos aos rumores, mas observe você mesmo o caráter do pastor

A Bíblia diz que nos últimos dias muitos se apostatariam da fé atendendo a espíritos de engano.

Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras e que têm cauterizada a própria consciência. I Tm. 4:2

O Senhor nos deu o seu Espírito, as Escrituras e um poder de observação para checarmos os espíritos.

Julgai todas as coisas, retende o que é bom. I Ts. 5:21

Amados, não deis crédito a qualquer espírito; antes, provai os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora. I Jo. 4:1

Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores. Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos? Mt. 7:15-16

Somente podemos ser leais a aqueles que são leais a Cristo. Mas se formos desleais a uma liderança que é leal a Cristo, então estaremos sendo desleais ao próprio Cristo.

A lealdade baseada em princípio bíblicos e éticos, contextualizados de forma correta e sem exageros nos levará ao cumprimento da nossa missão como parte integrante do Reino de Deus e relacionamento com as pessoas. Muitos confundem lealdade com ficar neutro, em silêncio, concordar com tudo. Isso não é lealdade é falta de envolvimento, é desinteresse. Governo absoluto é o de Cristo somente. Muitos Déspotas estão distorcendo o que realmente é autoridade (bíblica), querem exigir lealdade sem antes demonstrar respeito, interesse e o amor – o principal tema da bíblia. Não há empatia, apenas ordens.

Uma linha tênue tem se formado nas afirmações sobre o assunto, mais a grande verdade é que todos nós sabemos quando alguém realmente nos respeita e nos ama.

Verdadeiramente sabemos quando os exigidores da honra e lealdade estão operando no automático ou se realmente estão no centro do amor de Deus.

Pra mim, honra e lealdade é consequência de um relacionamento reciproco, onde há de fato, publicamente, a boa comunicação, o respeito e acima de tudo o AMOR. Onde a demonstração da Lealdade foi conquistada pelo constrangimento amoroso e verdadeiro.

Sejam edificado…