As Leis do Aprendizado

As Leis do Aprendizado

INTRODUÇÃO:

Há uma diferença na atitude mental entre professoes; há os que simplesmente repassam de forma coerente e organizada o conteudo e existem aqueles que se compromentem com a apredizagem dos alunos.

Ex.: Dr Hendricks (professor universitário) que se preocupou com a desatenção de seu aluno, sem tolerancia à passividade do aprendiz…

 

A Lei da Aprendizagem

A Mentalidade da aprendizagem

1ª. Lei: A responsabilidade do aprendizado fica a cargo, sobretudo do professor;

Este não se limita a ministrar a materia, não havendo preocupação com o aprendizado;

 

2ª. Lei: O foco do professor deverá ser a aprendizagem do aluno (e não o conteúdo)

 

3ª. Lei: A dicotomia:  Ensino / Aprendizagem (de alguma forma, acabamos pensando que ensinar é falar);

 

4ª. Lei: O divorcio entre Ensino e Aprendizagem (nos dias de hoje)

O ensino é função do professor, e aprendizagem e obrigação do aluno.

Ensinar se resume em um falar coerente de um indivíduo na frente da sala, ao       passo que aprender seria estar calado, passivo e anotar o máximo de informação possivel.

5ª. Lei: Mentalidade Revolucionária ( a forma apropriada de ensinar)

Avaliamos se somos ou não bons professores, pela medida que os alunos aprendem.

 

Conceito Bíblico de Ensinar e Aprender

  • Ensinar e aprender

“Chamou Moisés a todo o Israel e disse-lhe: ouvi ó Isreal, os estatutos e juizos que hoje vos falo aos ouvidos, para que os aprendais e cuideis em os cumprirdes.” (Dt 5:1) grifo do autor

 

  • Aprender e ensinar

“Agora, pois, ó Isreal, ouve os estatutos e os juizos que eu vos ensino, para os cumprirdes, para que vivais, e entreis, e possuais a terra que o Senhor, deus de vossos pais, vos dá.”(Dt 4:1) grifo do autor.

 

Para uma melhor compreensão devemos recorrer ao sentido original destas palavras no Hebraico:

Elas  se tratam da mesma palavra com alteração apenas no prefixo e sufixo(início e final da palavra) mas possuem a mesma raiz. Não devemos divorciar estes conceitos.

A raiz da palavra hebraica  usada é “aprender”, mas quando se une a outro termo chamado Piel, seu significado passa a ser “ensinar”.

Concluímos que de acordo com a gramática hebraica o sentido básico de Piel é “ocupar-se avidamente da ação indicada pela raiz”. E qual é a raiz? “Aprender”

Ensinar então é ocupar-se avidamente da aprendizagem dos alunos.

 

As máximas da aprendizagem

Na ênfase destas máximas, encontra-se o crompomisso da plena responsabilidade do professor no sentido de fazer tudo que estiver a seu alcance para levar o aluno a aprender.

 

Máxima 1 – Os professores são responsáveis em levar os alunos a aprender

  • É obvio que os alunos precisam se  responsabilisar em aprender, mas o professor é responsável em induzi-los a sabê-la.
  • O segredo do nosso sucesso como professor é aceitar a responsabilidade do sucesso e do fracasso de cada aluno, isso de forma bem pessoal.

 

 

Máx. 2 – Os professores terão de dar contas a Deus pela influencia que exerceram

  • Prestação de contas; “Obedeçam a seus líderes… Eles cuidam de voçês como quem devem prestar contas…” Hb 13:17 – NVI grifo do autor.
  • Tg 3:1 (NVI) – “Meus irmãos, não sejam muitos de vocês mestres, pois vocês sabem que nós, os que ensinamos, seremos julgados com maior rigor”.
  •  Os que ensinam serão julgados por Deus com mais rigor por causa da responsabilidade que carregam.

 

Máxima 3 – Os professores são responsáveis porque sob o controle deles estão a matéria, o estilo e o orador

  • A Matéria: o professor está no controle de cada palavra que profere.
  • O Estilo: o professor controla o método e a forma de dar a aula.
  • O Orador: o professor possui completo controle de si mesmo.
  • O professor tem o controle esses três elementos, mas não tem o controle sobre o aluno. O professor eficiente leva o aluno a aprender através do emprego correto e oportuno desses três elementos.

 

Máxima 4 – Os professores deveriam medir o seu sucesso pelo de seus alunos.

  • São os professores que levam o aluno a aprender a matéria, e os grandes professores são os que levam um grande número de alunos a aprender grande porção da matéria.

 

Máxima 5 – os professores exercem maior impacto sobre os alunos através do seu caráter e compromisso, e não na sua comunicação.

  • Os princípios de Deus para o ministério sempre foram os mesmos: primeiro vem o caráter, depois a comunicação.

 

Máxima 6 – Os professores existem para servir os alunos

  • Somente ficamos nervosos quando nos preocupamos com nós mesmos, em lugar de focar os outros. Quando focamos nossa atenção em servir ao auditório que nos ouve, aí o Senhor pode operar através de nós.

 

Máxima 7 – Os professores que põem em prática as leis da Aprendizagem e do Professor podem se tornar verdadeiros mestes.

  • O professor se torna um mestre principalmente pelo fato de persistirem, inovando e aperfeiçoando sempre.

 

A essencia da Lei da aprendizagem: “Levar a aprender”.O professor é responsável a levar o aluno a aprender.

 

O MÉTODO DA APRENDIZAGEM

 

O método nos ajuda a detercar se o processo ensino-aprendizagem esta acontecendo de fato.

O que precisa estar presente numa sala de aula cristã?

 

  1. Os alunos
  2. O assunto
  3. O estilo
  4. O professor
  5. O Espírito

 

Estes são chamados geradores da aprendizagem. A forma em como lidar com eles vai determinar o sucesso ou fracasso na sala de aula.

Há três relacionamentos básicos para aquele que se propõe a ensinar: a maneira como o professor lida com a matéria, os alunos e com o seu estilo.

O Orador (professor) mesmo lidando com este 3 aspectos, sempre se sairá melhor em algum deles. Uns se saem melhor com o assunto (conteudo-mensagem), outros com o público alvo e por fim há aqueles que através do estilo (o ato em si da ministração).

Ler pág.: 43 para identificar o tipo de relacionamento forte de cada um. O professor deve avaliar apos conhecimento destes itens;

  1. Relacionamento 1 – O orador e o assunto

É considerado pelos alunos como alguém inteligente e que sabe sobre vários assuntos; os alunos gostam de ouvir suas respostas, mas por vezes tem de se desdobrar para acompanhar a aula.

  1. Relacionamento 2 – O orador e o aluno

É rotulado pelos alunos de amigo, e o orador gosta de falar da vida pessoal (lutas, vitorias…). Os alunos dele o consideram como alguém prático e de personalidade agradável. Contudo corre o risco de os alunos envolverem este tipo de orador em muitas conversas e experiencias que comprometem o conteudo a ser aprendido.

 

  1. Relacionamento 3 – O orador e o estilo

É rotulado de comunicador, tremendo orador e extremamente motivador. O orador gosta da comunicação e vibra com a reação positiva dos alunos.

O estilo motiva, desperta criatividade, desejo de aprender, e dispensa muito tempo, investimento, mas se torna um método infalível para ensinar.

Como identificar o problema na sala de aula: observando a reação dos alunos, cada reclamação dos alunos vai ser uma seta na direção do relacionamento que precisa ser trabalhado pelo professor. Vejamos alguns exemplos de relatos do alunado de Ensino Médio elencados pelo autor:

 

  • Não agüento meu professor. Acho que ele nen sabe meu nome. Além do mais, não esta nem aí se eu estou vivo ou morto. Não vou mais à aula dele.
  • “Falar, falar, falar”! E só isso que meu professor sabe fazer.
  • “A cabeça da minha professora deve estar nas nuvens. Acontece que ninguém entende o que ela diz, pelo menos metade da aula.”.
  • “Ficamos o tempo todo contemplando setenças.ele não deixa a gente perguntar nada. Temos de escrever nossas perguntas em cartões que ele responde na próxima aula. Que chatice! Eu preferiria estar lendo um livro-texto – pelo menos ele tem gravuras.”

 

Algumas Soluções para estes Problemas:

  • Problema – relacionamento. Os alunos sentem que o orador não se interessa por eles

Solução – demonstrar de forma concreta( com exemplos pessoais) que voçe se interessa por eles.

Dicas – memorizar o nome deles; inicie as auls contando algo pessoal;elogie alguns alunos com regularidade…

 

  • Problema – estilo. O professor so usa aula expositiva e isto se torna monótono.

Solução – Variar a forma de ministrar o conteúdo. Inicie a aula de forma criativa…

 

  • Problema – assunto. A professora esta materia muito complexa ou muita matéria.

Soluçào – pare de dar matéria e começe a ensinar os alunos. Simplifique…

 

4)  Problema – assunto. O professor pensa que o unico método é completar setenças.

Soluçào – não frustre os alunos, comoce a ttilizar novos métodos de ensinar

 

Os Maximizadores da Aprendizagem

Max. 1 – Ame os alunos coerente e incondicionalmente

Max. 2 – Comunique o conteúdo, tendo em mente as necessidades e o interesse       dos alunos.

Max .3 –  Altere seu estilo com regularidade, de acordo com cada situação.

Max. 4 – Use seus  próprios talentos e dons; seja voçê mesmo

Max. 5 – Observe constantemente as atitudes, a atenção e as ações dos alunos.

Max.6 – Para ser um ótimo professor utilize bem seus posntos fortes, procurando fazer com que eles compensem os fracos

Max. 7 – Conte com e Espírito Santo para ter um ensino sobrenatural

 

Convite à reflexão, examine os pontos e se avalie: erudito, amigo e comunicador.

Anúncios

4 comentários sobre “As Leis do Aprendizado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s