Escola de Discípulos Lição 2 – A Vitória da Cruz

Lição 2

JESUS VEIO PAGAR A DÍVIDA DO PECADO

Quando o homem pecou contraiu uma dívida para com Deus. Deus havia declarado que a sentença para o pecado seria a morte, (Gênesis 2:17; Ezequiel 18:20), não apenas morte física, mas morte eterna, (Apocalipse 20:10,15), todos os homens pecaram (Romanos 3:23), portanto todos merecem a morte eterna, (Romanos 6:23), Deus olhando dos céus não encontrou um justo sequer, (Salmos 14:2,3; Romanos 3:10), todos estavam debaixo da maldição do pecado, (Romanos 5:12).

Deus então enviou Jesus, (João 3:16), ele seria o segundo Adão, (I Coríntios 15:45), nasceria sem pecado e teria que viver sem pecado para finalmente oferecer-se como sacrifício para pagar a dívida, não sua, mas de todos os pecadores. O sangue de animais que vinha sendo oferecido desde o Éden como expiação pelos pecados seria substituído por um sangue superior, (Hebreus 9:13,14), o do justo Filho de Deus, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, (João 1:29).

A VITÓRIA DA CRUZ

O diabo fez tudo o que pôde para levar Jesus ao pecado, (Mateus 4:1-11), mas Jesus não falhou, (Hebreus 4:15), a cruz foi o último esforço de Satanás para fazer Jesus pecar, ali o Pai lançou sobre Ele toda ira pelo pecado e o viu como um maldito, (Gálatas 3:13), as conseqüências do pecado vieram a Ele uma a uma e Ele as aceitou: dor e enfermidade, (Isaías 53: 4), vergonha (Salmos 22:6-8), opressão demoníaca (Salmos 22:12,13), e finalmente a morte. Ao morrer venceu o pecado e o diabo,(João 19:30), finalmente um homem justo havia passado pela terra sem curvar-se ao pecado. Nos três dias que se seguiram à cruz, Ele desceu as partes mais baixas da terra e enfrentou o inferno e a morte. Ao ressuscitar tomou as chaves da morte e do inferno,       (Apocalipse 1:18), triunfando sobre os principados e potestades, (Colossenses 2:15), sendo justificado em espírito, (Apocalipse 1:16), assumindo todo o poder e glória que havia antes de nascer como homem, (Hebreus 2:9), novamente foi declarado Filho de Deus, (Romanos 1:4), devolveu a vida eterna aos homens e assumiu toda a autoridade nos céus e na terra, (Mateus 28:18).

OS BENEFÍCIOS DA CRUZ

Jesus morreu por todos, (Hebreus 2:15; I Timóteo 2:4), agora resta ao homem escolher entre continuar pertencendo à descendência amaldiçoada do primeiro Adão ou nascer de novo, (João 3:3,7), ser regenerado – gerado novamente – segundo Cristo, (I Pedro 1:3,23), fazendo-se participante da natureza divina, (II Pedro 1:4), bastando para isso crer, (Romanos 10: 9,10), arrepender-se de sua rebelião e sujeitar sua vontade novamente a Deus. Àqueles que aceitam o sangue da cruz passam do estado de criaturas à condição de filhos de Deus, (João 1:12), co-herdeiros com Cristo de todas as suas riquezas, (Romanos 8:17), aqueles que haviam sido chamados inimigos por causa do pecado, (Romanos 5:10), podem ser adotados por Ele em amor e chamá-lo de Pai, (Romanos 8:15; Gálatas 4:5; Efésios 1:5), apesar do pecado ter trazido condenação, o sangue de Cristo nos justifica, (Romanos 5:18; Romanos 5:1), através dEle somos declarados justos diante de Deus e dos nossos acusadores, (Romanos 8:1,33). O sangue de Cristo foi o preço de um resgate, (I Timóteo 2:6). Através dEle, Deus nos comprou, (I Coríntios 6:20) e nos tornou propriedade exclusiva sua, (I Pedro 2:9), a cruz anulou a maldição do pecado,   (Gálatas 3:13), rompeu o poder do pecado, (Romanos 6:6,14), quebrou o direito de Satanás, (Lucas 10:19), deu ao homem o direito a uma vida plena, (João 10:10), Deus nos reconciliou

consigo mesmo, (Romanos 5:10), a intimidade perdida no Éden foi reconquistada através de um novo e vivo caminho, (Hebreus 10:19,20).

O EVANGELHO PLENO

A palavra grega “sozo” traduzida por salvação significa muito mais do que livramento da condenação eterna, também significa paz, segurança, proteção, etc… Isto quer dizer uma remissão completa. O Salmo 103 verso 3 diz: “é Ele quem perdoa todas as tuas iniqüidades” (remissão), e “sara todas as tuas enfermidades” (cura), o verso 4 diz: “quem redime a tua vida da cova (vida eterna), “te coroa de benignidade e misericórdia” (paz, segurança e proteção), o verso 5 diz: “quem enche a tua boca de bens” (prosperidade) e “tua mocidade se renova como a águia” (ânimo, alegria, força), isto é o evangelho pleno. Uma obra completa, uma mensagem completa, uma transformação completa na vida do homem. É o 100% de Deus para nossas vidas, o tudo que Jesus conquistou na cruz.

O PODER DO SANGUE DE JESUS

No decorrer da história encontramos diversos pactos de sangue, o primeiro foi o de Adão, (Gênesis 3:21). Depois veio o pacto de Noé (Gênesis 8:20), de Abraão, (Gênesis 17:10-14), e por fim o Novo Pacto, trazido por Jesus que nos salvou através do seu sangue, (Hebreus 9:22; I Pedro 1:18-20; I João 1:7). Podemos entender o poder do sangue de Jesus, e a abrangência desse pacto quando analisamos os quatro lugares onde Jesus derramou o seu sangue por nós:

O GETSÊMANI : Apesar de Jesus ter tido um ministério bem popular, agora o povo havia se voltado contra Ele. Foram inúmeras as acusações, contra Jesus, (João 10:33; João 2:20; Lucas 23:2). Foi no jardim do Getsêmani que Jesus anteviu todo o sofrimento em que havia de passar, toda a dor que enfrentaria, todo o ódio e fúria que estava prestes a cair sobre sua vida. Naquele momento de agonia sempre esteve diante dEle a opção de rejeitar aquele cálice de sofrimento, porém enquanto orava submetia-se à vontade de Deus, (Lucas 22:42), ali Ele derramou as primeiras gotas do seu sangue (versículo 44). Milhares de anos antes, Adão em outro jardim , o Jardim do Éden, escolheu fazer a sua própria vontade. Este sentimento de rebeldia tornou-se parte da natureza do homem. Porém aqueles que são lavados pelo sangue de Jesus, são livres para obedecer a Deus, pois assumem a natureza divina (II Pedro 1:4). No poder do sangue de Jesus nossa vida deve ser um Getsêmani e não um Éden.

O AÇOITE: Jesus foi amarrado e açoitado por um chicote feito de metais e ossos pontiagudos, que através dos trinta e nove golpes abriram uma enorme chaga em suas costas, (Mateus 27:26). Não foi casualidade a ciência afirmar que existem 39 enfermidades e que todas as demais são ramificações dessas. O sangue derramado durante o açoite de Jesus nos curava (Isaías 53:1-5). No poder do sangue de Jesus há cura para todas as nossas enfermidades.

A COROA DE ESPINHOS: Os soldados coroaram Jesus com uma coroa de espinhos, (Mateus 27:29-30), e ali mais uma vez seu sangue foi derramado. O espinho é símbolo de maldição. A Terra originalmente foi criada sem espinhos, eles só apareceram como sinal da maldição advinda do pecado (Gênesis 3:17,18). O sangue ali derramado quebrava o poder da maldição sobre nossas vidas (Gálatas 3:13-14). No poder do sangue de Jesus podemos afirmar que nenhuma maldição tem poder sobre as nossas vidas.

A CRUZ: Na cruz o sangue de Jesus foi novamente derramado quando Ele teve seu corpo perfurado pelos cravos (João 19:17,18), e quando o soldado perfurou seu corpo, entre as costelas, com uma lança (João 19:34). O sangue derramado na cruz fala de remissão dos pecados (I Jo 1:9), foi com aquele sangue derramado ali na cruz que Jesus nos lavou completamente (Ap 1:5). Assim

como Eva foi criada da costela de Adão, para ser sua noiva e esposa. Assim também a igreja, a noiva de Cristo, foi gerada pelo sangue vertido na cruz, que tem alcançado e remido pessoas de todas as nações. Por causa do poder do sangue de Jesus somos lavados, purificados e perdoados.

Sugestões:

A última palavra do Antigo Testamento é “maldição”. O último versículo do Novo Testamento porém, é uma proclamação de benção. Jesus mudou esta situação. Você já tem experimentado a diferença entre a benção e a maldição? Que área da sua vida tem se transformado em benção depois que você aceitou a Jesus? Que áreas ainda precisam ser transformadas?

Leitura sugerida:

A revelação da Cruz – Pr César Castellanos

O Arrependimento das obras mortas – Pr Abe Huber/ Pr Antônio Cirilo

Um comentário sobre “Escola de Discípulos Lição 2 – A Vitória da Cruz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s