A Célula e eu!

 

Escrever sobre célula?! O primeiro passo seria conceituarmos. Visão ou estratégia? A igreja? Um modelo? Pra mim, um jeito bíblico de se fazer igreja!!!

Será que é possível traduzir o que esta pequena unidade do corpo de Cristo representa, ou que benefícios ela traz?!
Me converti ainda criança em uma abençoada denominação, porém, que não adotava o “modelo celular”, aos 14 anos tive meu primeiro contato com CÉLULA! E no início era algo que tinha certeza que eu jamais daria conta de fazer! Parecia tudo tão complexo tão diferente de tudo que eu imaginava ser o evangelho e a igreja. Uma proposta totalmente inovadora onde o ministério estaria na mão do povo e esse por sua vez estaria pastoreando a igreja?! Mas já não existia o pastor?! Pra que isso?! E não era necessário fazer teologia pra pastorear?! Foi nesse contexto que conheci “célula”.
Então a igreja adotou o modelo celular… e agora?!Era algo tão desafiador!!! E se eu assumisse e não desse certo?

Todos pensariam que eu não era uma irmã ungida! Eu estava disposta a orar e jejuar, mas e se mesmo assim não desse certo???? E se os convidados não fossem? E se eu nunca conseguisse multiplicar?! E se eu não soubesse o que dizer a um membro da minha célula em um momento de crise?! E se algum deles se desviasse?! Pensamentos e questionamentos como esse bombardeavam a minha mente e o medo era paralisante, então liderar célula parecia algo cada vez mais distante pra mim!!

Eu não me lembro bem como se deram os acontecimentos, mas eu sei que chegou a minha vez, chegou a minha hora! (risos) Eu não tinha mais pra onde correr, eu tinha que liderar a tal da célula!!
No começo, muita oração e jejum (natural na vida de um bom líder!) e muito desespero todo sábado (o dia da célula), era uma apreensão que começava de manhã e só passava ou atenuava depois da célula (dependendo da quantidade de pessoas e da qualidade da célula naquele dia), me lembro que era algo pesado, e eu me sentia o crente-líder mais E.T. que pudesse existir, como eu podia me angustiar tanto por algo que era de Deus?! O que havia de errado comigo?! Eu tinha certeza que o problema não era a falta de amor pelas vidas e ou por Deus! Com o tempo e resultado foi acontecendo, as pessoas respondiam aos convites, a célula crescia, mas a tensão nem se quer diminuía!

Querido o mais fácil era chegar aqui e escrever que foi tudo lindo! Abri, cresci, amadureci e multipliquei, Glórias!!! Mas como tudo que dá bons resultados o caminho é cheio de desafios e barreiras… Barreiras que construímos ou permitimos ser construídas em nós mesmo, por uma mentalidade religiosa ou uma visão errada de Reino e de Evangelho que adquirimos ao longo da caminhada cristã.

Mas glória a Deus que quando nos dispomos e nos abrimos Deus vai rompendo com as velhas estruturas, agora já desnecessárias, para que o vinho novo possa ser derramado, passei por um período de clamor e jejum diante de Deus, para que Ele me ensinasse a respeito da célula, para que aquilo não fosse nunca mais algo mecânico ou pesado, pelo contrário, que eu sentisse prazer em realizar a grande comissão através dessa estratégia, hoje na minha vida, magnífica!

Deus trabalhou de forma tão profunda enquanto me derramava em oração e me expunha a leituras sobre esse assunto, que hoje não consigo imaginar igreja sem célula, porque célula é a igreja na sua forma mais simples e pura, é como viver a origem do cristianismo, a igreja nos lares, onde todos ministram e são ministrados, onde verdadeiros e mais profundos laços de comunhão são criados, irmãos isso que vos escrevo, não aprendi em livros, tenho visto e vivido na prática, lidero duas células hoje de jovens, bastante heterogênea, e somente em um ambiente desses é possível “nivelar” uma secretária doméstica e uma médica, todos iguais, ouvindo, recebendo e servindo, ambiente onde a graça de Deus flui pra ambas da mesma forma, sem distinção, sem favorecimentos ou qualquer outra questão social que teríamos em outros ambientes. Acredito que algo assim só pode ocorrer num ambiente em que exista a verdadeira igreja.

Isso nos remete a Atos dos Apóstolos! Ver novos sendo acrescentados a cada semana, e trazendo outros, chegando à igreja e já aprendendo sobre a importância da grande comissão, isso é igreja, isso é simples, isso é evangelho! Ah! O peso? Sumiu!!! Hoje ministrar às células, por mais que às vezes seja cansativo fisicamente (ministrar duas células no mesmo dia), é o momento onde pareço me renovar em Deus, se tem uma sensação oposta a peso é a que sinto no dia de célula! É leve, é suave, é Cristo em tudo, em nós!

7 comentários sobre “A Célula e eu!

  1. Anamaria disse:

    Obrigada Pr André!!
    Sou sempre muuuito edificada com seu blog.
    Não foi diferente com esse testemunho..
    Senti falta da referência da autoria porque iria imprimir para ler na minha célula!!
    Obrigada mesmo!!
    Deus te abençoe…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s