Unção, ungir – Bases bíblicas

 

A aplicação de azeite ao corpo ou à cabeça era costume comum, Dt 28.40; Rt 3.3; 2 Sm 12.20; Dn 10.3; Mq 6.15. Ungir a cabeça com óleo ou com ungüento era uma prova de consideração, Sl 23.5; Mt 26.7; Lc 7.46; Jo 11.2; 12.3. A unção oficial era conferida aos profetas, aos sacerdotes e aos reis: ao profeta Eliseu, 1 Rs 19.16; chamados “ungidos”, 1 Cr 16.22; Sl 105.15; aos sacerdotes, êx 40.15; Nm 3.3; ao sumo sacerdote, Êx 29.29; Lv 4.3; 16.32; ao rei Saul, 1 Sm 9.16; ao rei Davi, 1 Sm 16.1; 2 Sm 2.4; 5.3; ao rei Salomão, 1 Rs 1.34,39. Jacó ungiu uma coluna em Betel, Gn 31.13. A tenda da congregação e a arca do testemunho, etc., foram ungidas, Êx 30.26-28. Ungiam-se os mortos, Mt 26.12; Mc 16.1. Os apóstolos e os presbíteros ungiram os doentes, Mc 6.13; Tg 5.14. O Libertador, isto é, o Cristo, o Messias, o Ungido: Sl 2.2; Dn 9.25,26; Jo 1.41; At 9.22; ungido com o Espírito Santo, Is 61.1; Lc 4.18; Jo 1.32,33; At 4.27; 10.38. Cristo foi ungido profeta, sacerdote e rei. Deus nos unge, 2 Co 1.21; 1 Jo 2.20,27; Hb 1.9; somos sacerdotes e reis para com Deus. Cristo nos concede “colírio” para ungirmos os olhos, para que vejamos, Ap 3.18.

 

Pr Andre Henrique Torres Ribeiro
Anúncios

Um comentário sobre “Unção, ungir – Bases bíblicas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s