Uma lição interativa por Angel Manuel Hernádez Gutiérrez

Uma lição interativa

por Angel Manuel Hernádez Gutiérrez

Uma lição interativa é aquela que usa perguntas, combinada com ensinamentos do líder (para ter certeza que valores bíblicos são ensinados). Muitos líderes gostam do papel de professor expert. Entretanto é fácil cair na armadilha da comunicação de uma via sem a permissão do dar e receber dos membros. Isto pode ser muito decepcionante pois não permite ao líder saber o que realmente esta acontecendo na mente e coração dos integrantes do grupo. E sem este conhecimento, o líder não pode ajudar os membros crescerem.

Jesus usou uma combinação de perguntas, respostas, e ensinamentos. Nós podemos ver este método em Marcos 8:27-30 onde ele faz duas perguntas sobre quem as pessoas achavam que Ele era. Então no verso 31 as escrituras nos fala que”…Ele começou a ensiná-los…” Enquanto ensinava, Ele não gostava que as pessoas O interrompesse porque Ele os estava ensinado os valores do Reino de Deus. Ao mesmo tempo , Jesus amava fazer perguntas (Marcos 11:29) E de fato Sua primeira aparição pública, Ele ouvia e fazia perguntas profundas (Lucas 2:46) Este método na vida de Jesus tinha diversas intenções: uma era fazer que Seus ouvintes caíssem em contradição e se encontrassem em uma situação que não tinham outra escolha se não aceitar Seus ensinamentos, como nós lemos em Mateus 21:23-27 sobre o batismo de João. Outra intenção era resolver problemas e ao mesmo tempo ensinar verdades sobre o Reino , como nós podemos ler em Marcos 9:16-29, onde Ele resolvia um problema de uma criança que estava em possessão demoníaca enquanto Ele ensinava Seus discípulos como expelir diversos tipos de demônios. É interessante notar que no capítulo 9, Jesus fez 6 perguntas que resultou em poderosos ensinamentos. Geralmente falando, o Senhor começaria fazendo perguntas de observação concreta (Mateus 24:2; Marcos 8:5) que os levariam as aplicações e ações (Mateus 18:33; Marcos 9:19). Uma boa regra é fazer perguntas de observação seguidas de perguntas de aplicação.

Quando chegar a hora de fazermos as perguntas para a célula, nós devemos lembrar que o objetivo não é informar, mas transformar. E esta transformação deveria ter ações concretas e práticas. Jesus disse em João 7:17
Se alguém quiser fazer a vontade dele, pela mesma doutrina conhecerá se ela é de Deus, ou se eu falo de mim mesmo. Em outras palavras, ele disse: ” ele que quer conhecer, deverá ter a vontade de fazer também.” O boletim dever ter o objetivo prático de transformar os discípulos, e sobre este ponto de vista nós devemos elabora nossas perguntas. O boletim da célula não é meramente um estudo bíblico, mas preferivelmente um tempo de colocar em ação a Palavra de Deus com o intuito de tornarmos cumpridores da Palavra de Deus (Tiago 1:22) por exemplo, o grupo de John Wesley focava na transformação dos ouvintes em cumpridores. As perguntas que eram feitas eram perguntas diretas e muito práticas, como: “que pecados você cometeu? Como nó podemos te ajudar a superá-los”?

Um bom boletim é aquele que contém uma série de perguntas que irão causar no discípulo a interação com o líder e membros da célula com a intenção de obedecer a Palavra de

Deus. Comentários?

Angel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s