Abe Huber

Abe Huber

Eu fui o pastor sênior de nossa igreja em Santarém na Amazônia por cerca de 24 anos. A igreja tinha crescido muito, e também era a igreja-mãe de mais ou menos 400 outras igrejas na região amazônica. Porém eu sabia que tinha um chamado de plantação de igrejas missionárias queimando em meu coração. Então, com muito amor, expliquei para a igreja que eu estava pensando em levar uma grande equipe (cerca de 35 famílias e mais alguns missionários) para uma cidade a 2000 km de distância aproximadamente.

Não foi fácil para mim, minha família, nem para os nossos preciosos membros da igreja. Expliquei que eu ainda estaria lá com eles muitas vezes, mas disse que quase todos ficaríamos juntos por toda a eternidade no céu. Neste curta peregrinação que temos na Terra, temos que dar nossas vidas para alcançar os não-alcançados – fazendo discípulos das nações.

No último domingo antes de partir, e após múltiplos cultos, quando nós estávamos abraçando as multidões de pessoas e dizendo-lhes adeus, uma coisa realmente me chamou a atenção, quase todos eles diziam: “Pastor, eu vou ser um missionário também!!” Eu estava tão surpreso. A igreja de Santarém tem mais de 56 mil membros agora, mas o que é ainda mais emocionante é que, literalmente, milhares deles planejam tornarem-se missionários pelo mundo todo!

Eu senti que o Senhor me mostrou porque isso estava acontecendo: A ovelha segue o pastor. Se o pastor se torna um missionário, então eles vão querer tornar-se missionários! Não estou propondo que todos os pastores titulares deixem a igreja que estão pastoreando e tornem-se missionários em outra cidade ou país. O que estou dizendo é que o coração do pastor sênior é reproduzido nos membros da congregação.

Quando o pastor sênior torna-se mais e mais envolvido intensamente em missões de todos os níveis (local, regional, ou no mundo todo), a congregação irá segui-lo. Eu conheci um pastor que foi com o seu grupo em uma curta viagem missionária para uma cidade vizinha, evangelizado nas ruas, ajudou os pobres, e ajudou a plantar uma nova igreja. Essa nova igreja fez um trabalho incrível de mobilização de missionários e promoveu missões. Por quê? O principal segredo foi que o pastor não somente os enviou, mas também praticava o que pregava e participou das missões. Talvez o pastor não possa ir a todas as viagens de missionárias de curto prazo, mas ele definitivamente pode se envolver em algumas delas.

Outra idéia é orar nas reuniões, cultos e nas células pelos diferentes grupos de pessoas não alcançados. Eu conheço uma igreja que ora por missões todos os domingos durante o culto de celebração. A igreja coloca à frente uma bandeira nacional diferente toda semana e o pastor sênior ora por essa nação em particular.

Se você é um pastor sênior Eu desafio você a buscar a Deus sobre como você pode se tornar um missionário modelo para sua congregação. Pela fé, já vejo a sua igreja como uma “Igreja missionária”!

Um comentário sobre “Abe Huber

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s