COMO TREINAR UM DISCÍPULO – TRANSMITINDO O BÁSICO

Um objetivo quíntuplo para o discipulado, elaborado por Paulo em I Ts 1.5-10:

  1. Decisões sólidas por Cristo (v. 5);
  2. Discípulos (v. 6);
  3. Modelos (v. 7);
  4. Reprodução v. 8);
  5. compromisso (vv. 9, 10) – Envolve:
    1. Deixar a idolatria;
    2. Converter-se a Deus;
    3. Serviço, não profissão passiva de fé;
    4. Expectativa pelo retorno glorioso de Cristo.

 

A. O processo de treinamento:

Um dicionário da língua inglesa define “treinar” como: “Dirigir o crescimento de; formar pela instrução; disciplinar e cavar; formar dobrando; podar, como se faz para dirigir o crescimento de uma planta”.

  1. O treinador ou discipulador não pode assumir o papel do Espírito Santo. As pessoas são primeiro discípulos de Jesus, depois nossos;
  2. A garantia de sucesso no discipulado é o discípulo e o discipulador permanecerem na Palavra (João 8.31).

B.  O que é o básico?

É o crente andando em obediência, cheio do Espírito Santo e tendo Cristo no centro de toda a sua vida.

Para tanto, tomamos como base uma roda, e a partir do entendimento de todo o seu funcionamento simples e objetivo, aplicamos essa alegoria ao estudo do nosso tema, de maneira que o entendimento do assunto se torne mais e mais claro e ilustrativo.

Assim, a partir do eixo, do aro e dos raios de uma roda, como as rodas das carruagens antigas, veremos como a vida do cristão deve estar amalgamada a Cristo, através de elementos que produzirão um testemunho e uma ação cristã que farão diferença tremenda em todo o mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s