COMO ANDAR NO ESPÍRITO

COMO ANDAR NO ESPÍRITO

Davíd Wilkerson. Copyright © 1999 by World Challenge, Undale, Texas, USA.

 

O apóstolo Paulo disse: “Andai no Espírito, e jamais satisfareis à concupiscência da carne.” (Gálatas 5.16). E disse também: “Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito.” (versículo 25).

Como cristãos, ouvimos esta frase a vida inteira: “Ande no Espírito”. Muitos crentes dizem que andam no Espírito – porém não conseguem dizer o que isto realmente significa. Agora, podemos nos voltar para eles com uma pergunta: Você anda e vive no Espírito? E o que isto significa para você?

Não existem muitos de nós que tenham a mais leve noção do que significa “andar no Espírito”. Permanece um conceito vago para muitos cristãos, incluindo líderes religiosos. Mas Paulo deixa claro o quão importante é viver e andar no Espírito.

Com certeza “andar no Espírito” pode ser definido em uma sentença:

 

Andar no Espírito é Simplesmente Permitir que o Espírito Santo Realize em Nós o que Deus O Enviou Para Realizar.

Qualquer de nós, cristãos militantes, não permitirá que Ele realize esta obra até que entenda por que Deus enviou o Espírito Santo.

Jesus, a respeito do Pai, disse: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós” (João 14.16,17).

O Espírito Santo foi enviado a nós, pelo Pai, para cumprir um, e apenas um propósito eterno. E a menos que compreendamos a Sua missão e a Sua obra em nós, cometeremos um dos seguintes erros:

Primeiro erro: Fixar-nos numa pequena porção de Sua obra, como alguns dos dons espirituais, erroneamente pensando que isso é tudo da Sua parte, perdendo a grande obra do Seu eterno propósito em nossas vidas.

Segundo erro: Amortecer o Espírito dentro de nós e ignorá-Lo completamente, acreditando que Ele é misterioso e sua presença é algo que temos que aceitar pela fé e jamais entender.

A triste verdade é que a Igreja é via de regra culpada destes dois graves erros. Nós nos satisfazemos com um ou dois de Seus dons, como se Sua obra fosse meramente isso.

Nós pensamos: “Eu devo estar andando no Espírito porque Seus dons se manifestam em mim”. Mas nós podemos operar os dons sem andar no Espírito. Paulo diz que podemos profetizar, curar e falar em línguas, mas se não tivermos amor, nada somos.

Nós não estamos operando no Espírito!

Muitos cristãos de hoje estão convencidos que andam no Espírito simplesmente porque oram em línguas. Eles raciocinam assim: “Como posso orar em línguas e não estar andando no Espírito?”. Mas orar em línguas não é necessariamente orar no Espírito. Muitos que desejam orar no Espírito imediatamente disparam a falar em línguas, mas suas mentes estão totalmente em outro lugar.

A Bíblia diz que se você está falando em línguas, o seu entendimento não é frutífero.

Se nós falamos em línguas, oremos também com o nosso entendimento. Orar no Espírito pode incluir orar em línguas, mas é muito mais que isso!

Quantos crentes têm sido atrofiados no seu crescimento espiritual porque estão concentrados em um ou dois dons específicos do Espírito, e não foram além disto? Eles estão convencidos, de alguma forma, que a única obra do Espírito Santo é distribuir dons.

Contudo, muitos outros cristãos experimentam o segundo erro: O Espírito Santo está amortecido dentro deles, é raramente reconhecido e consultado, e é incapaz de realizar neles o que Deus O enviou para fazer.

Nós nos conscientizamos da obra de Jesus Cristo na Cruz, cremos que Ele está em nós e reconhecemos Sua presença. Mas não tomamos conhecimento da obra e ministério do Espírito Santo dentro de nós. Eu pergunto: Você fala com o Espírito Santo como faz com Jesus? Você toma conhecimento dele diariamente?

 

Precisamos desenvolver uma sensibilidade espiritual mais aguçada. O Espírito Santo fala. Não podemos deixá-I o num canto escuro da mente ou do coração. Precisamos reconhecer quando ele está se manifestando a nós, no exato momento em que ele o faz! .

Tem que chegar um tempo no qual nós devemos encarar seriamente o porquê do Espírito Santo nos ter sido. Precisamos estar prontos a dizer: “Espírito Santo, a Bíblia diz que foste enviado a mim como um dom do Pai celestial. A· Palavra diz que Tu vives em mim. Diga-me: por que Tu vieste? Qual é o teu propósito eterno? O que estas tentando cumprir em mim?”

O Eterno Propósito do Espírito Santo é nos levar para Jesus Cristo como Sua Eterna e Imaculada Noiva.

O Espírito Santo veio habitar em você e em mim para selar, santificar, fortalecer e nos preparar – tudo que vem do Espírito Santo foi enviado ao nosso mundo para preparar uma noiva para o casamento com Cristo!

Um tipo de relacionamento do Velho Testamento entre crentes e o Espírito Santo é encontrado em Gênesis 24. Abraão enviou seu servo mais velho Eliezer para encontrar uma noiva para o seu filho Isaque. O nome Eliezer significa “poderoso, divino auxiliador” – um tipo do Espírito Santo. E tão certo como este poderoso auxilíador trouxe Rebeca para presenteá-Ia como noiva a Isaque, assim o Espírito Santo não vai falhar em trazer uma noiva para o nosso Senhor Jesus Cristo.

Deus escolheu Rebeca como noiva de Isaque – e o Senhor dirigiu Eliezer exatamente a ela. Toda missão e o propósito do servo estão concentrados em uma coisa: trazer Rebeca para Isaque – levá-Ia a deixar tudo o que ela possuía, se enamorar de Isaque esposá-Ia. Os pais de Rebeca disseram para Eliezer: “Isto é do Senhor. Tome-a e vá ­ deixe-a ser a esposa do filho do mestre” (veja Gênesis 24.50-51).

Não pense por um só momento que você escolheu Cristo primeiro. Você era um estranho, um estrangeiro – e Deus escolheu você. “Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros … ” (João 15.16). ” … dele (do mundo) vos escolhi, por isso, o mundo vos odeia” (verso 19). “(Deus) nos escolheu, nele, antes da fundação do mundo” (Efésios 1.4); “Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação do Espírito e fé na verdade” (II Tessalonicenses 2.13).

 

Moisés disse a Israel que eles eram um povo especial, escolhido: “Porque tu és povo santo ao Senhor teu Deus: O Senhor teu Deus te escolheu, para que lhe fosses o seu povo próprio, de todos os povos que há sobre a terra” (Deuteronômio 7.6) .

Como os israelitas amaram esta mensagem! Eles amaram ser escolhidos, ser especiais diante dos olhos de Deus. Mas eles queriam aproveitar os benefícios disso sem ter as obrigações e a disciplina para se tornarem merecedores do seu Senhor!

Eliezer disse para Rebeca: “Você foi escolhida. Agora vou abençoá-Ia com muitas bênçãos!”. E Rebeca se revestiu de braceletes e brincos de ouro, jóias, prata e roupas caras que ele havia providenciado para ela. Então Eliezer disse: “Venha, venha comigo!”.

Suponha que Rebeca tivesse respondido: “Obrigada por me escolher e por todas essas bênçãos. Mas eu não posso ir agora. Eu estou muito bem aqui e este lugar me satisfaz plenamente”.

Agora vem a pergunta: não estamos respondendo da mesma forma? Nós ficamos com todas as bênçãos – todo ouro e prata – e aceitamos o sermos escolhidos. Mas chega uma hora que nós precisamos levantar e ir! Nós precisamos ir com o nosso Eliezer, o Espírito Santo. Ele nos diz: “Eu tenho um propósito divino. Eu vim com uma missão de Deus – e eu vou completá-Ia!” E assim como Eliezer voltou para casa com uma noiva para Isaque, o Espírito Santo não vai voltar de mãos vazias.

A nação de Israel nunca se levantou e seguiu a direção do Senhor para a Terra Prometida. Eles nunca seguiram o Espírito cegamente. Continuaram em teimosa rebelião, apostas ia, prostituição espiritual e idolatria. Eles eram escolhidos, mas não purificados! Eles eram especiais, mas eles nunca se separaram para Ele. E quando chegou a hora de entrar em Canaã, não estavam prontos.

Este é um verdadeiro quadro do cristianismo dos tempos modernos. Nós exultamos por sermos escolhidos e chamados por Deus, mas não queremos a disciplina do Espírito Santo para nos preparar para a santidade do noivado. Nós ficamos com todas as bênçãos, Seu ouro e prata e Sua grande provisão. Mas quando o Espírito Santo diz:

“Vamos levantar e caminhar, é tempo de se preparar como noiva do Mestre” – então, a história é diferente!

Se você me dissesse que está salvo, que você foi escolhido em Cristo e que você O ama, eu teria que perguntar: “Você tem um coração de Rebeca? Jesus é o amor da sua Alma? O seu amor por Ele está crescendo e consumindo seu coração?”

Perguntaram a Rebeca: “Irás tu com este varão? Ela respondeu: Irei” (Gênesis 24.58).

 

Tudo que o Espírito Santo faz em nós está relacionado com a sua missão.

O Espírito Santo não desempenha Seu trabalho em nós de uma maneira desconexa e desorganizada. Ele não existe apenas para nos ajudar a encarar a vida, fazer-nos atravessar as crises e nos dar assistência nas noites solitárias. Ele não está aqui apenas para nos levantar e injetar um pouco mais de força antes de nos colocar de volta na corrida.

Não, tudo que o Espírito Santo faz está relacionado com o Seu motivo para ter vindo ­ para nos levar ao lar como uma noiva preparada. E Ele atua apenas para manter esta missão! Sim, Ele é o nosso Guia, nosso Confortador, nossa Força em tempos de necessidade. Mas Ele usa todos atos de livramento – todo toque, toda Sua manifestação em nós – para nos tornar mais apropriados como noiva.

Também, o Espírito Santo não está aqui para dar dons ao mundo. Não, todos os seus dons têm um propósito por trás. Se você profetiza, esta profecia tem um propósito: glorificar Cristo e fazer o mundo e Sua igreja se apaixonarem por Ele! Toda vez que alguém é curado, o Espírito Santo está dizendo: “Dê uma olhada. Este é o seu Jesus! Ele não é maravilhoso? Ele está curando – e você está apenas vendo a manifestação de quem Ele é!”.

Estes dons são o nosso Eliezer dizendo: “Você O ama? Veja o que Ele fez por você!” Tudo o que Ele faz aponta para Jesus “não falará por si mesmo” (João 16.13). “Mas quando o Confortador vier, que Eu vos enviarei da parte do Pai. .. Ele testificará de mim” (João 15.26).

O Espírito Santo tem apenas uma mensagem; tudo que Ele ensina leva a uma única verdade central. Ele pode brilhar em nós como uma jóia esplendorosa, mas cada raio de verdade existe para nos levar a uma verdade singular, que é:

 

 

“Você não é de você mesmo – você foi comprado por um preço. Você foi escolhido para ser a esposa de Cristo. E Eu, o Espírito de Deus, fui enviado para revelar a verdade que lhe libertará de todos os outros amores. Minha verdade quebrará toda escravidão ao pecado e vai tratar de toda descrença. Porque você não é deste mundo; você está direcionado para um encontro glorioso com o seu esposo e está sendo preparado para a ceia do Seu casamento. Todas as coisas estão prontas e Eu estou preparando você! Quero lhe apresentar sem máculas, com um amor apaixonado por Ele no seu coração”.

Esta é a obra do Espírito Santo – manifestar Jesus para a igreja, de forma que nos apaixonemos por Ele. E este amor vai nos conservar! A Bíblia diz que se você andar nesta forma de espírito, não satisfará a concupiscência da carne. Por quê? Porque o

Espírito está fazendo seu coração apaixonar-se por Jesus. O Espírito Santo vem para desvendar Jesus para nós – para nos mostrar a beleza de Sua santidade.

Nós falamos bastante sobre o Espírito Santo nos guiar – clamamos: “Guia-me, Senhor. Mostra-me o caminho a seguir”. Mas não nos rendemos à Sua direção! Ao invés disso, passamos o tempo decidindo: “Eu ouvi a voz certa? Ou equivoquei-me? Teria sido a minha carne? Por que não aconteceu do jeito que eu pensei que deveria?” Ficamos tão preocupados em “receber corretamente”, que acabamos não confiando no Espírito Santo! Nós não cremos que Ele está em nós, que Ele tem um propósito eterno, que se nos rendermos a Ele, Ele nos guiará no plano de Deus.

Eu lhe pergunto: Por que as manifestações e dons do Espírito são dados? Paulo disse que são para o nosso proveito: “A manifestação do Espírito é concedida a cada um, para o que for útil” (I Coríntios 12.7). O dom da sabedoria não tem nada a ver com a sabedoria deste mundo. E sim, a sabedoria das coisas de Cristo. Fé, cura, milagres, profecia, discernimento de espíritos, línguas, interpretação – qual é o proveito desses dons, “além disso”? É nos levar a Cristo como noiva!

Tudo que Ele faz leva à esta direção – e apesar de nos esquecermos disso, o Espírito Santo nunca esquece. Nenhum desses dons tem qualquer significado, qualquer que seja, se estiver separado do eterno propósito do Espírito Santo. Ao invés, torna-se um “címbalo que retine”. A operação dos dons espirituais tem significado apenas quando eles nos moldam à semelhança de Jesus Cristo!

 

 

Você já esteve numa reunião de cura ou de milagres? O que você viu humilhou você? Mostrou-lhe a permissividade excessiva do pecado? Inundou a sua alma com amor por Jesus? Fez com que você desejasse a Sua volta? Se não, o Espírito Santo não estava presente – porque esta é a função Dele!

Seu propósito é atrair a noiva para perto do Noivo. E se isso não aconteceu, então o que você viu foi da carne!

O Espírito Santo não vem para entreter, para providenciar sinais, maravilhas e milagres apenas para nos emocionar ou para nos fazer sentir bem. Não, cada uma de suas obras tem esse propósito divino: “Estou preparando uma noiva”.

A obra, ministério e missão do Espírito Santo é singular: é nos desmamar deste mundo… criar em nós um desejo pelo breve aparecimento de Jesus… fazer-nos convictos de tudo que nos mancha … tirar os nossos olhos de tudo, exceto de Jesus  nos adornar com os ornamentos de um desejo apaixonado de estar com Ele como Sua noiva!

Em cada cura, profecia e manifestação da glória de Deus em Sua casa, o Espírito Santo está trabalhando, nos dizendo: “Este é o amor do seu esposo – Ele é assim. Ele não é maravilhoso? Ele não é bondoso, gentil, prudente e misericordioso? Todavia você está vendo apenas um reflexo Dele, a Quem estou levando!”.

Se o Espírito Santo está operando numa igreja, então toda música, toda palavra de oração, toda nota de cada instrumento, tudo é unção dada pelo Espírito para exaltar Cristo. O Espírito está fazendo aquilo que Ele foi chamado para fazer – nos apresentar para o Noivo em toda Sua glória e majestade.

 

Agora, vejamos uma das mais gloriosas obras do Espírito Santo:

 

O Espírito Santo foi enviado para nos dar uma amostra de Cristo.

 

Uma amostra é uma experiência ou realização antecipada. A Bíblia chama isso um penhor – “o penhor da nossa herança” (Efésios 1.14). Significa trazer uma amostra do todo antes de termos o todo. Nossa herança é Jesus Cristo em Pessoa – e o Espírito Santo nos leva até Sua verdadeira presença como uma amostra de sermos recebidos corno Sua noiva, experimentando amor eterno e comunhão com Ele.

Paulo descreve um povo de Deus que é “selado(s) com o Santo Espírito” (Efésios 1.13). Isto se refere a um povo especialmente marcado por uma obra do Espírito. O Espírito Santo produziu neles uma marca distinta, um trabalho interior glorioso – algo sobrenatural que os mudou para sempre.

Eles não são mais crentes comuns. Eles já não são “deste mundo”, desde que colocaram seu afeto nas coisas do alto, não nas coisas desta terra; antes, são inabaláveis. Não são mais mornos ou meio apaixonados. Ao invés, seus corações clamam noite e dia: “Venha depressa, Senhor Jesus…”

O que aconteceu para mudá-Ios? O que o Espírito Santo fez nestes crentes? O que os marcou e selou para sempre como posse do Senhor? Simplesmente isso: O Espírito Santo deu uma amostra a eles da glória de Sua presença! Veio a eles, descortinou o céu – e eles experimentaram uma manifestação sobrenatural de Sua suprema grandeza!

Esta é a razão de a casa de Deus necessitar ser santa – este é o motivo de nossos corações e mãos precisarem estar limpos, a razão de não poder haver nada em nós que impeça a obra do Espírito. É porque o Espírito de Deus deleita-se em retirar o véu, para nos dar uma amostra do que está por vir!

Agora mesmo o Espírito Santo está abrindo os olhos de Seus escolhidos – “iluminados os olhos do vosso coração” (Efésios 1.18). O Espírito Santo vem para uma igreja que O quer e está orando… para pastores que estão quebrantados diante de Deus … para crentes que não têm outra preocupação senão a de ver o corpo de Cristo conformado à imagem do céu.

Deus está selando estas pessoas agora mesmo! Você pode ir a reuniões onde Jesus é tão real que você pode experimentar um pouco do céu na sua alma. Você sai de lá com tamanho sentimento da realidade eterna, que os seus problemas não mais lhe atormentam, a queda da economia não o abala, e você fica, especialmente, sem medo do diabo. Deus coloca um fogo santo na sua alma, e você diz: “Isto é sobrenatural. Isto não sou eu – isto é o Espírito de Deus trabalhando em mim!”.

Ele nos dá um “pequeno céu” para levarmos para o céu – um estímulo para o nosso apetite. Ele abre as janelas do céu e nos deixa ver a glória que será nossa. Nós experimentamos Sua santidade, Sua paz, Seu descanso, Seu amor – e ficamos para sempre em desajuste com esta terra, porque ansiamos pela totalidade do que experimentamos.

A missão do Espírito Não é Completa Até Que Ele Crie Em Nós Uma

Apaixonada e Sempre Crescente Ansiedade Por Cristo!

 

Que tipo de noiva você acha que o Espírito vai apresentar para Jesus Cristo no dia da Revelação? Uma que é meio apaixonada? Cujo amor é morno, ou frio? Que não é devotada a Jesus? Que não quer intimidade com Cristo?

Se você verdadeiramente ama Jesus, Ele nunca está fora da sua mente. Ele está presente todas as vezes que você acorda. Alguns cristãos pensam: “Isto vai acontecer depois que eu morrer. Quando eu for para o céu, tudo vai mudar. Serei, então, a noiva especial do Senhor.” Não, morrer não santifica ninguém ! O Espírito Santo está aqui hoje, Ele está vivo e trabalhando em você – para produzir em você um amor apaixonado por Cristo deste lado da morte!

Romanos 8.26 descreve uma das mais poderosas obras do Espírito Santo no coração do crente: “Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira com gemidos inexprimíveis”.

O que é este gemido do Espírito Santo no fundo do coração? Que emoção é esta que de tão profunda não existem palavras para expressá-Ia?

A palavra em hebraico usada para gemido significa “uma saudade viva” – “um desejo ardente por mais de Cristo“. Você pode desejar Jesus de tal maneira que você fica em Sua presença e não expressa nada além de um profundo gemido – algo inexprimível. Este, diz: “Jesus, És a única alegria que existe neste mundo. Eu experimentei e vi que Tu és bom – e eu Te quero por inteiro”.

Este é o clamor profundo, interior, de alguém faminto por santidade e angustiado por causa de sua iniqüidade. Porém, ele admite: “Não sei como orar. Não sei em favor do que devo orar, ou como deveria orar”. O clamor do seu coração é: “Venha, Espírito Santo! Tu conheces a mente de Deus. Tu sabes como orar de acordo com a vontade do Pai. Ande comigo – assuma o controle!”.

Esta é a marca de quem anda no Espírito: ele tem um insaciável apetite por Jesus. Não porque esteja cheio de todo o lixo que vê no mundo – toda sujeira, crime, drogas e desemprego. Não, antes, é algo muito positivo. Como Paulo, ele está somente ansioso para partir e estar com o Senhor!

Esta pessoa está sendo movida pelo Espírito para seguir Cristo com tamanha paixão e emoção que fica prostrada. Seu coração deseja Cristo tão ardentemente, que não existem palavras para expressar sua fome e seu amor. E uma experiência poderosa e maravilhosa – mas, também é dolorosa, porque a pessoa não pode ainda entrar na plenitude que a espera!

Infelizmente, poucos hoje têm este gemido apaixonado por Cristo. Não existe fome ou sede, e muito pouca paixão. Cada domingo as igrejas estão abarrotadas de cristãos que nunca questionam ou examinam seu amor por Cristo!

Mas o Espírito Santo encontrou o Seu povo! Eles estão permitindo que o Espírito assuma o controle. Eles estão começando a se submeter a Ele – e quanto mais eles se submetem, mais presente se torna o Seu gemido interno.

Querido santo, o que aconteceu na sua vida desde que você foi salvo? Você está apenas seguindo uma rotina? Você está morno? Está com medo de entrar “no fogo” do Senhor porque será considerado fanático?

Peça ao Espírito Santo para revelar Jesus ao seu coração de tal maneira que você seja totalmente desmamado deste mundo. Foi isso que aconteceu a Abraão. Ele disse:

“Estou apenas passando por aqui.” Ele estava procurando uma cidade cujo construtor e edificador fosse Deus. Ele tinha uma visão, e os seus olhos estavam abertos para a eternidade.

Você pode dizer agora mesmo que você está pronto para estar com Ele, que você O quer mais do que a sua própria vida? Você pode dizer isso freqüentemente – mas você realmente expressa seu verdadeiro sentimento quando canta: “Ele é mais do que a vida para mim”? Você está amando Jesus mais apaixonadamente do que quando teve o primeiro encontro com Ele?

Agora mesmo, o Espírito Santo está atiçando as cinzas desfalecidas do seu amor. É porque Ele deseja colocar fogo no seu coração. Você está permitindo que o Espírito de Deus lhe traga convicção do pecado e da incredulidade? Se sim, regozije-se! Ele quer que você esteja purificado de toda mancha ou ruga para o dia do encontro com o seu Noivo!

Então submeta-se à Sua direção. Deixe Ele fazer a Sua obra completa em você – e você saberá verdadeiramente o que significa andar no Espírito!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s