DISCIPULADO – Vozes de uma pedra-Lc. 19:40

d2619-coragem2bestrada

Discipulado é mais do que um processo; é um relacionamento.

Os discipuladores precisam ouvir com muito cuidado cada discípulo para juntos descobrirem de que maneira o relacionamento que está sendo formado pode levar à cura.

Os discipuladores precisam ser humildes a fim de receber os tesouros que aparecem a partir de um bom relacionamento com os discípulos.

“Se alguém te ferir na face direita, oferece também a outra”. Mateus 5:39

Frequentemente dizemos que as pessoas passivas são humildes. É uma maneira de encontrar algo amável para se referir a pessoas que consideramos bastante incapazes.

Raramente admiramos a humildade, porque a consideramos como o oposto da agressividade, que associamos ao sucesso. Jesus, no entanto, tinha uma visão diferente da humildade. Ele disse: “Agora que eu, vosso Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros” (João 13:14). Jesus não se fez humilde na presença de outros porque possuía uma baixa auto-estima. Ele escolheu servir seus DISCÍPULOS porque tinha consciência de quem era; Jesus era suficientemente confiante para assumir o papel de servidor. Ele sabia que o status e o poder não tornam uma pessoa importante. O que faz uma pessoa ser importante é sua capacidade de servir os outros. Não como um serviçal numa condição de humilhação, mas como alguém que está contribuindo e enriquecendo o caráter da outra pessoa; como alguém que acrescenta e inspira transformações internas que gerarão transformações externas, levando a outros a seguirem o exemplo. A grande questão é, que sempre se focaliza o ato visível (o lavar os pés literalmente), porém o que está em questão é o ato invisível; a causa… Jesus lava os pés para externalizar o servir uns aos outros.

A verdadeira humildade exige confiança em si mesmo. Para ser humilde você precisa saber quem é e escolher servir os outros. Não se trata da modéstia causada pela insegurança. Dar importância à outra pessoa sem nos considerarmos diminuídos é a verdadeira humildade.

Ser uma pessoa passiva é recusar-se a ter uma atitude por causa do medo. Ser humilde é ter uma atitude devido ao amor. Foi isso que Jesus quis dizer quando falou: “Se alguém te ferir na face direita, oferece também a outra.” Ele não disse: “Se alguém te ferir na face direita, dá meia volta e afasta-te.”

Jesus queria que as pessoas tomassem uma posição firme e tivessem uma atitude digna.

 

O que ele estava transmitindo é que o amor é mais forte do que o ódio. Se as pessoas atacarem você por ódio, procure amá-las até a morte. Jesus viveu este preceito literalmente na sua vida.

A humildade é a força sob controle.

Com amor,
A Pedra….

Sejam edificados – Pr Andre Henrique Torres Ribeiro

Anúncios

Como Deus quer…

Agora são 19h43, e estou me deliciando com a Palavra de Deus. Como um presente do céu, ao meditar em 1Pe. 5, alguns versículos saltaram aos meus olhos. Estou num período de muita reflexão ministerial, particularmente, e vejo quão consolador está sendo para mim meditar e me apoiar nas verdades bíblicas.

1Pe 5:2 – Pastoreiem o rebanho de Deus que está aos seus cuidados. Olhem por ele, não por obrigação, mas de livre vontade, como Deus quer. Não façam isso por ganância, mas com o desejo de servir. 3 – Não ajam como dominadores dos que lhes foram confiados, mas como exemplos para o rebanho.4 – Quando se manifestar o Supremo Pastor, vocês receberão a imperecível coroa da glória.

Palavras que vou focar em 2017 retiradas deste texto bíblico:
1ª – não por obrigação, mas de livre vontade, como Deus quer. Como Deus quer!!!!
2ª – Não ajam como dominadores, mas como exemplo para o rebanho!!! Como exemplo!!!

Que sejamos pastores, líderes e principalmente discípulos de Jesus na execução desta nobre tarefa!!!
Caminho.jpg

Agenda 2017 – Líderes de Células

Resultado de imagem para 2017JAN – 06 e 07PIB MirandópolisMIRANDÓPOLIS – SP – Pr. Wilson (18) 99113-2483

FEV – 04 e 06Igreja Presbiteriana RenovadaUMUARAMA -PR – Pr. Botura (44)  9 9908-8934

– FEV – 17 a 19Igreja Batista Renovada PARANAVAÍ -PR –Pr Juvercino Aguiar (44) 9 44 9844-0405

MAR – 25 a 27Luz para o Povos UBERLÂNDIA – MG – Bp. Adalberto (34) 9 8869-0107

PR ANDRE HENRIQUE TORRES RIBEIRO
lideres2bde2bcelulas12

atualizada em 29.12.16

As partidas da Vida

Resultado de imagem para partidas da vida
As partidas da Vida

Um nó na garganta, sensações de incertezas, esperanças reais acerca do inesperado. Todas as coisas colaboram para o bem daqueles que amam a Deus… o que é o amor? Uma ação simplesmente surpreendente, que arrebata a alma e modifica interiormente.

As partidas geram sensações de separação e superação, mudanças são inevitáveis, é o ciclo vital do natural com o sobrenatural. Existem apenas um ÚNICO que jamais se esquece, ELE é a essência do Amor e da Paz, criador Supremo, É o que é. Inegável, exaltado, Luz suprema das nações, o ÚNICO antidoto do consolo e sossego, da certeza e de todas as considerações finais da vida.

A Vida, essência de tudo, fôlego frágil e excêntrico, inspirador e expirador, quem pode subestimá-la? Apenas a Gênese de TUDO! Independentemente o que passou, em Cristo sou a projeção do coração de Deus para o agora. De onde vim, onde estou e para onde vou, dependerá do eco daquilo que se manifesta hoje, o amanhã está fora do alcance.

Sl 42:11NVI

Por que você está assim tão triste, ó minha alma? Por que está assim tão perturbada dentro de mim? Ponha a sua esperança em Deus! Pois ainda o louvarei; ele é o meu Salvador e o meu Deus.

 Por: Andre H. Torres Ribeiro

Cuidando daqueles que cuidam

Resultado de imagem para refletindo

…conflitos externos e temores internos. Deus porém consolou-nos com a chegada de Tito”
(II Co 7.5,6)

Panorama:
O suicídio de pastores, líderes e filhos de líderes cresce e preocupa, tendo sido até batizado de “onda de suicídios”, mesmo não sendo algo novo. Há registros bíblicos de líderes como Sansão, Saul e Judas que tiraram suas vidas. Van Gogh, que além de pintor foi pastor, é um dos mais famosos a aplicar a pena capital contra si mesmo.

Nos últimos anos, vários pastores americanos tiraram suas vidas e, assim como no Brasil, o fato passa a ter certa frequência.

O que está acontecendo com os que estão na função de cuidado, mas não conseguem administrar suas próprias demandas? Por que pessoas que já ajudaram a tantos, desistem da própria vida? De acordo com o Instituto Schaeffer, “70% dos pastores lutam constantemente contra a depressão, 71% se dizem esgotados, 80% acreditam que o ministério pastoral afetou negativamente suas famílias e 70% dizem não ter um amigo próximo”.

Motivos:
A causa mais comum noticiada para o suicídio de pastores e líderes, é a depressão associada a esgotamento físico e emocional, traições ministeriais, baixos salários e isolamento por falta de amigos.

Sim, pastores têm poucos amigos, e às vezes nenhum. Isso é visível em reuniões nas quais a maioria conta proezas, sucessos, vitórias e conquistas na presença dos demais, num clima de competição para mostrar que possui êxito no exercício ministerial. Entretanto, quando a conversa é íntima, o sofrimento se revela. Boa parte está cansada, desanimada, chateada com a igreja e com a liderança. Muitos possuem dificuldades no cuidado com a família e as finanças de alguns estão desequilibradas.

Isso acontece, em parte, porque pastores contemporâneos são cobrados como executivos ou técnicos de clubes de futebol, que precisam oferecer resultados numéricos às suas instituições. Caso contrário perdem seus membros, emprego, salário, moradia e sustento da família. É uma pressão enorme sobre os ombros de um ser humano.

A figura do pastor-pai-cuidador está escassa; aquele que expõe a Palavra à comunidade-família, aconselha os que sofrem e cuida dos enfermos e das viúvas. Há uma crise de identidade funcional entre o chamado pastoral e as exigências do mercado religioso institucional.

Possibilidades:
Ao olhar as palavras de Paulo no texto acima citado, percebe-se como o Senhor usou a chegada de Tito para consolá-lo, quando ele passava por conflitos internos e externos. Há alguns anos, a psicóloga Fátima Fontes, quando perguntada sobre livros que pudessem ajudar em momentos difíceis, respondeu com brandura e firmeza: “Nesses momentos, não precisamos de livros, precisamos de amigos”. É verdade, parece que é isso que o apóstolo deseja ensinar, quando menciona a chegada de Tito, bem como o pedido que faz a Timóteo em uma carta, no final de sua vida: “traga Marcos com você porque ele me é útil” (II Tm 4.11). É notável que nos versos seguintes ele pede a capa, os pergaminhos e os livros. Mas primeiro ele precisava de uma pessoa, Marcos. Como diz o Ed René Kivitz: “pessoas precisam de Deus, mas pessoas também precisam de pessoas”. Foi “a chegada de Tito” que consolou o apóstolo Paulo, e era Marcos, acima da capa e dos livros, que teria mais utilidade.

É urgente que se perceba a humanidade limitada e finita de pastores e líderes e que passos sejam dados por indivíduos e instituições, para melhorar a qualidade de vida dos que servem ao corpo de Cristo.

Pastores:
Fazer algo que traga alegria, prazer: ver filmes, pescar, caminhar, nadar, dançar, viajar. Atividades que o façam se sentir mais humano;
Encontrar um amigo que o aceite como é, com suas bobagens e defeitos, com quem se possa jogar conversa fora e não se saiba explicar o porquê da amizade. Ela apenas existe, nada mais, sendo inclusive possível fora de sua igreja local;
Encontrar um conselheiro ou terapeuta de confiança para abrir a alma. Pessoas de confiança, “Titos” e “Marcos” são imprescindíveis nas horas difíceis, diante das lutas da vida que parecem invencíveis.

Instituições:
Promover encontros de pastores que possuam caráter terapêutico/curador. Com facilitadores habilitados na condução de compartilhamento de emoções que afetam a vida pastoral; Diminuir as pressões de resultados sobre a função pastoral. Pastor não é um executivo, nem técnico de futebol, mas um cuidador do rebanho-família;
Estabelecer um padrão mínimo de orçamento-salário pastoral, para que ele e sua família não sofram privações.

Que o Senhor continue a prover sobre seu rebanho “pastores segundo o seu coração”. Amém!!!

Fonte: sepal.org.br