O Privilégio de orar

A oração é um dos grandes privilégios que o cristão pode desfrutar, é um meio extraordinário de nos comunicar com o Pai e desenvolver intimidade com Ele, um elo maravilhoso de comunhão com a Trindade Santa. Nem todos compreendem a grandeza dessa poderosa arma que está à nossa disposição. Embora saibamos que podemos chegar com ousadia e confiança diante do trono da graça, será que temos valorizado essa bênção chamada oração? Com certeza no momento de crise, de luta, corremos para os braços do Pai e no desespero clamamos pela ajuda do alto. Mas, quando tudo vai bem conosco, qual é o lugar da oração em nossas vidas?

Richard Foster afirmou que “certas coisas acontecerão na história se nos pusermos a orar corretamente”. Sabemos que orar corretamente significa orar segundo a vontade de Deus, e para orar dessa forma eu preciso viver em intimidade com o Pai, conhecer o Seu coração, ter prazer em Sua doce presença. Como chegar a esse nível de intimidade com o Senhor? Jamais construiremos relacionamentos de amizade sincera com outra pessoa, se não formos verdadeiros, se não abrirmos o nosso coração, se não gastarmos tempo nos comunicando, quer seja ao telefone ou pessoalmente, conhecendo os gostos do outro, expondo nossos desejos, necessidades, fraquezas, nos ajudando mutuamente. Assim é que mantemos uma boa amizade, uma boa comunhão de amor duradouro. São detalhes, é dedicação, é gastar tempo, é desejar ter bons e sinceros relacionamentos. Para se cultivar vida de oração e intimidade com Deus, não é diferente!

Será que desejamos uma experiência profunda de comunhão e intimidade com nosso Pai celestial? Sem dúvida nenhuma para que seja desenvolvida essa intimidade, a avenida a ser trilhada chama-se oração que parte de um coração sedento de Deus. Se quisermos ser uma Igreja impactante em nossa cidade precisamos não apenas crer no poder da oração, mas viver uma vida de oração e testemunho. Vida cristã não consiste apenas na maneira ou no quanto servimos ao Senhor, o quanto contribuímos com nossos dízimos e ofertas, ou quantas vezes por semana frequentamos os cultos ou a célula. Isso deveria ser resultado de um relacionamento íntimo com Deus. A vida de Jesus é um perfeito exemplo de uma vida comprometida com a oração. Os evangelhos registram essa verdade como lemos em Marcos 1:35: “Tendo-se levantado alta madrugada, saiu, foi para um lugar deserto, e ali orava”.

O evangelista Lucas relata o fato de que Jesus saiu para orar no Monte das Oliveiras, “como de costume” (Lc 22:39). O Mestre nos ensina pelo seu

exemplo. A oração era uma prática tão relevante em sua vida, que até mesmo na cruz quando enfrentava a zombaria e o deboche do povo e dos malfeitores Ele orou: “Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem” (VS.34). Hoje, Jesus continua seu ministério de intercessão por você, por mim e por todos nós. É isto que o escritor aos Hebreus nos garante: “Por isso pode salvar totalmente os que por Ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles” (Hb 7:25).

Jesus deseja que a oração seja prioridade em nossas vidas como seus discípulos, através da disciplina. Quando o relógio toca na madrugada nos avisando que é hora de orar, é preciso vencer o cansaço, a má vontade, a preguiça às vezes, e deixar a cama quentinha imediatamente e obedecer ao chamado da oração. Alguém disse que nem todos os cristãos são chamados para pregar, mas todos nós somos chamados para orar. Paul Younggi Cho escreveu em um de seus livros: “A primeira prioridade do cristão é a ORAÇÃO. A segunda prioridade é a ORAÇÃO! A terceira prioridade é a ORAÇÃO! Não é de se admirar o crescimento de sua Igreja na Coréia.

Vivemos dias de grandes desafios como família, como Igreja, cidade, nação! Os desejos dos nossos corações devem estar alinhados com os desejos do coração de Deus, através da oração e da intimidade, para que vejamos o seu agir em nosso meio. Que o Senhor traga à existência os seus propósitos e estejamos buscando diligentemente Sua Presença. Que os líderes das nossas células e toda Igreja esteja se envolvendo de coração aberto e apaixonado no processo de Discipulado MDA. Que esse tempo de transição e imersão seja realizado em inteira submissão e temor ao Senhor, crendo que Ele quer usar cada um de nós, para alcançar a população de Londrina para Jesus. Essa é a nossa missão a ser desenvolvida através do nosso engajamento e das nossas orações. Tenhamos grande alegria em servir ao Senhor e desfrutemos do grande privilégio da oração.

Reverendo Osni Ferreira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s